http://www.fides.org

News

2013-08-30

ÁFRICA/REP. CENTRO-AFRICANA - Sete pessoas mortas pelos rebeldes Seleka no noroeste do país

Bangui (Agência Fides)- O caos e a violência permanecem na República Centro-Africana, país que foi recentemente definido em risco de “somalização” pelo Presidente francês François Hollande. Os elementos incontrolados da coalizão dos ex-rebeldes Seleka continuam a maltratar e matar os civis, a ponto de cinco mil pessoas invadirem as pistas do aeroporto da capital, Bangui, em busca de proteção por parte das tropas francesas e da missão africana que defendem a estrutura. Os soldados franceses e africanos conseguiram convencer na noite de 29 de agosto os habitantes a voltarem para suas casas. As notícias que foram enviadas à Agência Fides de outras zonas do país referem uma situação igualmente dramática como a da capital. Uma nota enviada a Fides por fontes locais, nas proximidades de Ngaoundaye, uma pequena cidade de 6.500 habitantes situada no extremo noroeste do país, a pouco mais de 10 km da fronteira com o Chade e a 15 km de Camarões, na noite de 27 de agosto sete pastores Peuls que iam para Mbaimboum para vender seu gado foram atacados nos campos dos habitantes do vilarejo Makele por homens armados que afirmam pertencer a Seleka”.
O ataque provocou dois mortos e dois feridos entre os pastores. Os três que conseguiram fugir avisaram os homens de Seleka com base em Ngaoundaye e em Bang. Estes foram até o local e iniciaram um busca na área do vilarejo de Makele, para capturar os assassinos. “Mataram a sangue frio sete camponeses que estavam trabalhando tranquilamente em seus campos e feriram outros dois”, referem as fontes de Fides. “Além disso, incendiaram nove casas”. Os “justiceiros” de Seleka também roubaram cinco bois. (L.M.) (Agência Fides 30/8/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network