http://www.fides.org

News

2013-07-16

ÁSIA/ÍNDIA - Violência contra os cristãos em Orissa: para os bispos “o governo deve intervir”

Balasore (Agência Fides) – “A violência afeta ainda os cristãos em Orissa. Muitas vezes os responsáveis são grupos fundamentalistas hinduístas que não veem com bons olhos os cristãos. Como Igreja estamos insistindo com o Governo para que garanta a segurança e a proteção dos cidadãos de fé cristã”: com estas palavras, proferidas à Agência Fides, Dom Thomas Thiruthalil, C.M., da ordem dos Lazaristas, Bispo de Balasore e Presidente da Conferência Episcopal de Orissa, comenta à Agência Fides os últimos dois recentes episódios que confirmam o sofrimento da comunidade cristã em Orissa: a morte de um pastor cristão protestante e o estupro de uma religiosa. Ressaltando que estão sendo esperados os resultados das investigações para ter certeza dos autores dos crimes e a modalidade das violências, o Bispo disse: “A violência é sempre execrável. Os cristãos são vítimas enquanto muitas vezes acusados de converter a população. Permanece o fato de que os nossos fiéis são vulneráveis e indefesos. O governo deveria garantir o respeito pelas leis. Este é o nosso primeiro ponto de ação. Em segundo lugar, como Igreja temos um diálogo com todas as componentes da sociedade e de modo especial com os hinduístas, para fazer compreender que os cristãos querem somente a paz e a harmonia”.
Segundo notícias enviadas à Agência Fides pela Diocese de Cuttack-Bhubaneswar uma religiosa de 28 anos, do distrito de Kandhamal, foi sequestrada e violentada por alguns homens, durante uma semana, de 5 a 11 de julho. O episódio ocorreu em Bamunigam, 250 km ao sul de Bhubaneswar. A religiosa que fazia os cursos universitários em Chennai, em Tamil Nadu, voltou a Orissa porque sua mãe estava muito doente. Ela foi sequestrada por alguns primos e amigos que a violentaram. Segundo as primeiras investigações, na base do fato estaria uma vingança interna na família porque o pai dos primos da religiosa foi acusado no ano passado por alguns insurgentes (talvez maoistas) e talvez se suspeitava o envolvimento de alguns parentes. O bispo de Cuttack-Bhubaneswar condenou a “violência ultrajosa” e numa mensagem à Fides pediu justiça. Pe. Dibyasingh Parichha, sacerdote e advogado do distrito de Kandhamal, disse à Fides que a Igreja está fornecendo apoio jurídico e psicológico à vítima.
Outro episódio que causou ceticismo e suspeitos é a morte de um pastor protestante, médico e missionário de “Blessing Youth Mission”. O doutor Jaishankar, 45 anos, foi encontrado morto em 14 de julho num rio perto de Jeypore, em Orissa. Ele desapareceu em 11 de julho, enquanto viajava de Jeypore a Lamtaput. Segundo as primeiras reconstruções, o ciclomotor em que viajava teria sido abatido por uma inundação enquanto ele atravessava uma ponte. A área está infestada de rebeldes naxalitas e a polícia não exclui que podem ter de alguma forma responsáveis pela morte, visto alguns sinais presentes no cadáver. O pastor vivia em Bhopal junto com sua família. Ele deixa a esposa Florence e dois filhos de 15 e 7 anos. (PA) (Agência Fides 16/7/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network