AMÉRICA/CHILE - O fenômeno do trabalho infantil afeta mais de 200 mil crianças

Terça, 2 Julho 2013

Santiago (Agência Fides) - Em 2012, no Chile, mais de 200 mil crianças foram exploradas em atividades de trabalho em risco. Em alguns casos, se tratava de tarefas muito perigosas, especialmente considerada a jovem idade dos trabalhadores. De acordo com pesquisa realizada pelo Governo e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), no país 229 mil crianças realizaram atividades econômicas de todo tipo, dentre esse número 219 mil foram empregadas em atividades proibidas para crianças. A maioria, cerca de 86 mil, foram envolvidas no varejo, outros 40 mil no setor agrícola e cerca de 19 mil na construção civil. A partir da pesquisa, denominada Pesquisa sobre Atividades de Meninos, Meninas e Adolescentes (Eanna), emergiu que 6,6% das crianças do Chile fazem trabalho infantil. (AP) (2/7/2013 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network