http://www.fides.org

News

2013-06-15

ÁSIA/VIETNÃ – Relação Santa Sé e Vietnã entre esperança e realismo: importante será o trabalho de educação

Roma (Agência Fides) - "Os progressos realizados nos últimos anos nas relações entre Santa Sé e Vietnã são pequenos passos importantes. Vivemos, como nos ensina o nosso Cardeal Van Thuan, sempre na esperança, olhando a situação de forma realista. A Santa Sé tem demonstrado boa vontade e fez todo o possível. Esperamos que a missão da Igreja seja cada vez mais aberta à sociedade vietnamita, por exemplo, através de trabalhos no campo da educação": foi o que disse à Agência Fides Pe. Ambrogio Nguyen Van Si, OFM, teólogo vietnamita e reitor do Colégio Internacional de Santo António em Roma, após o encontro entre a delegação da Santa Sé e Vietnã, realizado na última sexta-feira, no Vaticano.
As relações entre Santa Sé e Vietnã "progrediram num espírito de boa vontade, troca construtiva e respeito pelos princípios de seu relacionamento", ressalta um comunicado conjunto emitido no final da quarta reunião do Grupo de Trabalho entre Santa Sé e Vietnã. O governo vietnamita ressaltou as melhorias no respeito pela liberdade religiosa e encorajamento à Igreja Católica "para tomar parte ativa na construção nacional e no processo de desenvolvimento socioeconômico". A Santa Sé expressou o desejo de desenvolver ainda mais as relações, pedindo a presença de "um representante pontifício residente no país" de forma permanente.
Pe. Nguyen Van Si explica à Fides: "O desejo da Igreja Católica é cumprir sua missão numa perspectiva mais ampla. A Igreja no Vietnã está crescendo e isso é um bom sinal, mas existe sempre a necessidade de qualidade no campo da formação. O governo disse que aprecia a Igreja por sua contribuição ao quadro ético e social, portanto, pedimos para ter um maior impacto na sociedade. O caminho ainda é longo: um ponto importante seria o poder trabalhar no campo da educação, instituindo escolas e universidades". "Sobre isso - continua - ainda há alguma resistência, esperamos que venha a acontecer em breve", comentou o sacerdote, que também foi decano da Faculdade de Filosofia da Pontifícia Universidade "Antonianum". "Sou muito realista em relação ao contato com a realidade vietnamita", concluiu. "É preciso sempre verificar cada passo e cada promessa". (PA) (Agência Fides 15/6/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network