http://www.fides.org

News

2013-05-31

ÁFRICA/EGITO - Papa Tawadros II: "Ninguém me pediu para intervir para a barragem etíope"

Cairo (Agência Fides) - O Papa Tawadros II, Patriarca da Igreja copta ortodoxa egípcia, desmentiu que o departamento do Presidente Mohammed Morsi tinha lhe pedido para fazer pressão sobre o Governo etíope para parar a construção da barragem "Grande Renascimento" no Nilo Azul.
O Papa Tawadros disse ao jornal egípcio Al-Tahrir que se é verdade que a Igreja ortodoxa etíope e egípcia têm fortes ligações históricas, isso não significa que ele tenha a autoridade de interferir nas decisões do Governo em Adis Abeba.
O esclarecimento do Patriarca ortodoxo se explica com as fortes preocupações por parte dos egípcios com o início da construção daquela é considerada a maior diga da África, com 1800m de comprimento e 170m de altura, que deverá permitir a produção de energia elétrica numa potência de 6000 megawatt.
A Etiópia garantiu que o projeto não terá impactos significativos sobre o alcance da água do rio, porque o curso do Nilo Azul, um dos dois afluentes do maior rio do mundo, será retomado quando a diga for completada. Um relatório publicado por um comitê composto por especialistas provenientes de Egito, Sudão e Etiópia afirma, ao invés, que a diga vai privar os egípcios de 12 bilhões de metros cúbicos de água por ano.
A imprensa do Cairo refere que nos círculos políticos e militares egípcios se removem as vozes de quem quer deter o projeto etíope a todo custo, recorrendo inclusive à opção militar, com um bombardeio aéreo sobre a obra em construção. (L.M.) (Agência Fides 31/5/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network