http://www.fides.org

News

2013-05-21

ÁFRICA/NIGÉRIA - “Sim ao Estado de emergência, mas é preciso que os políticos trabalhem pela paz” afirmam os Bispos

Abuja (Agência Fides) - “Apreciamos os esforços do Presidente para manter sob controle os desafios do país”, afirmou, em coletiva de imprensa, Dom Ignatius Ayau Kaigama, Arcebispo de Jos e Presidente da Conferência Episcopal da Nigéria (Catholic Bishops’ Conference of Nigeria - CBCN), em referência à proclamação do estado de emergência em três Estados do nordeste, Borno, Yobe e Adamawa (veja Fides 15/5/2013). O exército nigeriano lançou nestes Estados uma série de ações militares contra a seita Boko Haram, que envolveram inclusive aviões de combate. Dom Kaigama falou sobre a posição da Conferência Episcopal, que ele preside, em uma coletiva de imprensa convocada na conclusão de uma semana de retiro dos Bispos. O Arcebispo explicou que depois de examinar a situação, os Bispos consideram que as iniciativas tomadas pelo Chefe de Estado, Goodluck Jonathan, são justas e no interesse da nação. “Pensamos que diante da seriedade das crises, o Presidente deva usar todos os recursos e oportunidades disponíveis para resolver as tensões em diversas áreas do país”, afirmou Dom Kaigama.
O Presidente da CBCN acrescentou que as medidas militares não são suficientes para resolver a situação, porque é necessário também o envolvimento responsável da classe política. “Parece-nos claro que todos estes problemas são o resultado direto das próximas eleições, marcadas para 2015”, disse Dom Kaigama, referindo-se às manipulações por parte de alguns políticos de diversos grupos armados nigerianos com fins eleitorais. “Consideramos a classe política justamente responsável por assegurar a estabilidade de nossa querida nação, e é por isso que pedimos ao Presidente que mobilize a liderança política para resolver as contínuas crises do país”, concluiu Dom Kaigama. (L.M.) (Agência Fides 21/5/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network