http://www.fides.org

News

2013-05-18

ÁFRICA/ÁFRICA DO SUL – Os bispos pedem explicações sobre o uso de bens do Estado para um matrimônio privado

Johanesburgo (Agência Fides) - “O governo deve aos sul-africanos uma precisa e rápida explicação sobre o aparente abuso do pessoal e de propriedades do Estado por pessoas associadas ao casamento da família Gupta” afirma uma nota da Southern African Catholic Bishops Conference. Desta forma, os Bispos sul-africanos intervêm pedindo transparência no caso do casamento de um membro da família Gupta, empresários de origem indiana que possuem vastos interesses dos campos da exploração, aviação, mídia e altas tecnologias na África do Sul. O matrimônio teria mobilizado estruturas e funcionários do Estado. Em sua declaração, os Bispos recordam de modo especial “a utilização de um automóvel da polícia e de outros elementos das forças de segurança, de uma base da aeronáutica militar para um jet particular e o fato que as alfandegas não tenham sido informadas. Tudo isso é indício de graves irregularidades nos altos níveis do processo de decisão”.
A imprensa sul-africana informou sobre a aterrisagem no aeroporto militar de Waterkloof, perto de Pretória, de um avião particular que levava convidados ao casamento, provenientes da Índia. O cortejo nupcial foi escoltado pela polícia até Sun City, a “Las Vegas sul-africana”.
“É particularmente preocupante a notícia referida pelos jornais que cerca de 60 policiais foram utilizadas na escolta dos hóspedes a Sun City” afirmam os Bispos. “A polícia sul-africana deve se esforçar em combater o crime, coisa necessária urgentemente, e não em fornecer um serviço de segurança provado às custas do contribuinte”.
“Todo o episódio reforça a percepção de que as pessoas que são politicamente bem relacionadas não devem respeitar as mesmas regras dos cidadãos comuns”, frisa a declaração. “Não podemos nos permitir a reputação de sermos um país onde conta quem tem melhores conhecimentos, e onde a riqueza pode comprar um tratamento privilegiado das autoridades”, concluem os Bispos.
(L.M.) (Agência Fides 18/5/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network