http://www.fides.org

News

2013-05-16

AMÉRICA/BRASIL - Mais vítimas por causa da má gestão da saúde dos povos indígenas

Maranhão (Agência Fides) - A falta de ações e programas para oferecer uma boa assistência de saúde aos indígenas e camponeses por parte do Governo brasileiro continua produzindo vítimas. Em 11 de maio, a indígena Ajrua Awa-Guajá, de 40 anos, mãe de cinco filhos, que morava na aldeia Awa, na Terra Indígena Caru, noroeste do Maranhão (Brasil), morreu de Calazar (leishmaniose visceral). Casos como este poderiam ser facilmente evitados se houvesse mais seriedade e profissionalismo no setor da saúde.
A denúncia chegou à Fides pelo Conselho Indigenista Missionário (CIMI) do Maranhão que emitiu um comunicado no qual "lamenta esta nova morte e reitera o seu compromisso com o direito dos povos a um serviço específico e diferenciado, que inclua, entre outras coisas, uma equipe multidisciplinar para auxiliar diretamente a população e mais investimentos para melhorar a saúde dos povos indígenas". (CE) (Agência Fides, 16/05/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network