http://www.fides.org

News

2013-04-22

ÁSIA/ÍNDIA – Abusos sexuais em cerca de 50 mil crianças em 10 anos: “Que valor tem a vida?”, questiona a Igreja

Nova Délhi (Agência Fides) – “Que valor tem a vida humana? Qual o seu significado?”: desta pergunta existencial é preciso partir, em nível cultural, antropológico e religioso, para buscar as respostas ao triste fenômeno das violências e dos abusos sexuais contra menores, que na Índia alcançaram a cifra recorde de 48.338 casos na década 2001-2011. É o que afirma à Agência Fides pe. Dominic D’Abreo, porta-voz da Conferência Episcopal da índia, comentando o último caso de uma menina de cinco anos de Nova Délhi, sequestrada e estuprada repetidamente por 48 horas por dois algozes, presos pela polícia.
“Estamos muito tristes –conta pe. D’Abreo a Fides – o país inteiro está em choque. Esses episódios acabam com o nome e a imagem da nação. Pessoas de todas as religiões estão chocadas e protestam. O governo e as Ongs estão fazendo esforços para desarraigar o fenômeno. É preciso trabalhar sobre a consciência na sociedade, na base, não somente em alto nível. Todos devem assumir uma parte da responsabilidade”.
Um recente relatório enviado a Fides por “Asian Centre for Human Rights” oferece cifras impressionantes: segundo estatísticas oficiais, um total de 48.338 casos de estupro de crianças foi registrado na década 2001-2011, com um aumento de 336% dos casos entre 2001 (2.113 casos) e 2011 (7.112 casos). E se trata somente dos casos denunciados e certificados. Sobre as raízes do fenômeno, pe. D’Abreo indica “uma cultura que aposta tudo no dinheiro, no prazer e no poder”, e que deixou de lado o valor e o sentido profundo da vida humana. “A vida é degradada: não se pergunta mais que significado tem”, pergunta fundamental para a vida de cada homem.
Por isso, algo sobre o qual trabalhar, explica, “é certamente a instrução, a educação, o desenvolvimento das consciências, obra que a Igreja realiza especialmente nas áreas remotas e com os grupos de pobres e marginalizados”. “É o nosso campo especial de missão – acrescenta o sacerdote –, com o qual contribuímos para o melhoramento da sociedade”.
No plano legislativo, enfim, “as leis existem, mas é necessário aplicá-las”, observa o porta-voz dos bispos, invocando “um obra fundamental de educação e sensibilização nas famílias, base da sociedade”. (PA) (Agência Fides 22/4/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network