http://www.fides.org

News

2013-04-18

AMÉRICA/VENEZUELA – A desnutrição infantil permanece um problema grave apesar da diminuição dos casos

Caracas (Agência Fides) – Na América Latina sofrem de desnutrição crônica 12% das crianças com menos de cinco anos de idade. Não obstante uma queda de 22% registrada desde 1990, o fenômeno é ainda angustiante. Segundo um documento do Unicef recentemente apresentado em Bogotá, dos 24 países latino-americanos e caribenhos, a Guatemala é onde se registra o maior número de casos, com 48% de crianças subnutridas, o que corresponde a 1.052.000. O país ocupa o 25° lugar de uma classificação de 81 países que tem em primeiro lugar a Índia. Na América Latina, a Colômbia se encontra em 37° lugar, com 595 mil menores de cinco anos desnutridos; o Peru em 38° com 566 mil; a Venezuela em 43° com 458 mil; a Bolívia em 47° com 333 mil; a Nicarágua no 52° com 149 mil; El Salvador al 53° com 121 mil; a República Dominicana em 57° com 103 mil; Panamá em 62° com 66 mil e a Costa Rica em 74° com 20 mil. Além disso, se estima que 7,2 milhões de crianças com menos de cinco anos de idade sofrem de raquitismo em relação a sua idade e 22,5 milhões sofrem de anemia. O momento mais crítico é o que vai desde a gravidez das respectivas mães até os dois anos. Em média, o índice de crianças desnutridas no mundo é de 26%, o que corresponde a 165 milhões de menores. Três quartos das crianças abaixo dos cinco anos com desnutrição crônica no mundo vivem na África subsaariana e no sul da Ásia. (AP) (18/4/2013 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network