http://www.fides.org

News

2013-03-14

ÁFRICA/ÁFRICA DO SUL - “A Igreja precisa dos gestos simples de Francisco”, diz Dom Ponce de Léon, que o conheceu

Johanesburgo (Agência Fides)- “Encontrei o então Cardeal Bergoglio há dois anos, quando estava em Buenos Aires de férias”, diz à Agência Fides Dom José Luis Gerardo Ponce de Léon, Vigário Apostólico de Ingwavuma (na África do Sul), missionário da Consolata de origem argentina.
“Enviei uma mail pedindo para encontrá-lo, visto que nasci justamente em Buenos Aires, escrevendo com muita simplicidade: Jorge, já que é o Arcebispo local e eu sou um Bispo missionário nascido na tua Arquidiocese, gostaria de poder te encontrar”. E ele me respondeu rápido “Tenho muitas coisas a fazer, mas encontrarei um tempo”. “Estivemos meia hora juntos em seu escritório, com grande simplicidade e em clima de compartilha”, conta Dom Ponce de Léon.
“Lembro - continua o Vigário Apostólico – que ao saudar-me, disse: “agradeço de coração por ter-me vindo visitar”. Dom Ponce de Léon destaca ainda que “Assim como ontem Papa Francisco pediu à Praça que rezasse por ele, também em sua mail de resposta: “por favor, reze por mim. Vê-se que é um traço constante de seu carisma”.
“A escolha do nome Francisco parece indicar o desejo de seu coração”, continua Dom Ponce de Léon. “Na Argentina é conhecido como um homem muito simples, que cozinha pessoalmente e que convida seu barbeiro para almoçar”.
“O fato que tenha pedido a oração dos fiéis para ele e que se tenha inclinado diante deles para recebê-la é um dos sinais que precisamos na Igreja” – acredita o Vigário Apostólico.
“Desde agosto sou também Administrador Apostólico de Manzini (Suazilândia) e na casa episcopal temos uma sala chamada “quarto do Papa”, onde João Paulo II descansou algumas horas... quem sabe se hospedará Francisco também”, conclui Dom Ponce de Léon. (L.M.) (Agência Fides 14/3/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network