http://www.fides.org

Asia

2013-01-28

ÁSIA/COREIA DO NORTE - Perigo canibalismo nas províncias mais pobres afetadas pela fome e seca

Pyongyang (Agência Fides) - Estima-se que uma grande fome nas províncias rurais coreanas do norte e su Hwanghae causou a morte de 10 mil pessoas por canibalismo e teme-se que fatos desse tipo possam continuar aumentando. Num relatório de Asia Press, lê-se testemunhos particularmente chocantes. Jornalistas sob cobertura revelaram que foram confiscados os gêneros alimentícios à população das duas pobres províncias para distribuí-los na capital Pyongyang. Para piorar a situação entrou também a seca que reduziu ainda mais os recursos. Esta emergência cresceu a tal ponto que muitas pessoas ficaram loucas de fome e perpetraram atos de canibalismo para se alimentar. Esta não é a primeira vez que do país asiático chegam notícias deste fenômeno terrível. Em maio passado, do Institute for National Unification da Coreia do Sul, chegou a notícia de um homem executado por ter comido parte de um de seu colega e tentado vender o resto do corpo como carne de carneiro. Outra foi executado por matar 11 pessoas e vendido os corpos como carne de porco. Há também casos de canibalismo nos campos de detenção. Nos anos 90, a fome terrível, conhecida como Arduous March, estima-se que tenha matado de 240 mil a 3 milhões e quinhentas mil pessoas. Os funcionários da ONU visitaram a área, mas de acordo com os jornalistas locais não foram levados nas áreas afetadas pela fome. (AP) (28/1/2013 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network