ÁFRICA/MALI - Primeiros sinais de libertação para as cidades do norte, mas o medo ainda permanece

Quinta, 17 Janeiro 2013

Bamako (Agência Fides) - "As populações dos grandes centros urbanos do norte do Mali, abandonados por grupos islamistas, estão manifestando os primeiros sinais de libertação do jugo islamista: as mulheres tiraram o véu, os jovens recomeçaram a fumar ao ar livre e os casais passeiam livremente pelas ruas", afirma à Agência Fides Pe. Edmond Dembele, Secretário-Geral da Conferência Episcopal do Mali.
"Os habitantes das cidades do norte, porém, têm medo, porque mesmo que os jihadistas as tenham abandonado, sabe-se que uma parte deles está misturada entre a população, à espera da evolução dos fatos militares. Sabe-se que, para libertar definitivamente o norte, é preciso esperar a ofensiva terrestre", prossegue Pe. Dembele. Pelo temor de um retorno dos islamistas, dezenas de milhares de pessoas do norte do Mali se refugiaram na Mauritânia ou no sul do Mali.
Enquanto isso, continuam os combates entre as tropas francesas e malianas de um lado, e os grupos jihadista do outro, em Konna (centro) e em Diabali (oeste). "O exército francês posicionou dezenas de soldados na capital, Bamako, oficialmente para garantir a segurança dos cidadãos franceses que residem na cidade, mas de fato estão tomando o controle da capital", conclui o sacerdote. (L.M.) (Agência Fides 17/1/2013)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network