http://www.fides.org

Asia

2013-01-14

ÁSIA/FILIPINAS - As escolas reabrem depois do tufão, mas ainda fala energia elétrica

Manila (Agência Fides) – Após a passagem do devastador tufão Bopha, que atingiu o país recentemente (veja Agência Fides 6/12/2012), milhares de crianças da ilha meridional de Mindanao estão retornando à escola, em atraso em relação ao resto do país. No dia 7 de dezembro de 2012, foi declarado estado de calamidade. A reabertura das escolas depois das férias de Natal atrasou, visto que muitos edifícios foram utilizados como centros de abrigo. Segundo estimativas, 569 escolas, de ensino fundamental e superior, foram danificadas ou completamente destruídas e 231.681 estudantes foram atingidos. Nos departamentos de Boston, Cateel e Baganga, na zona leste da província de Davao, somente duas escolas ficaram de pé. Em algumas áreas, nenhuma resistiu.
Bopha abateu-se sobre Mindanao no dia 4 de dezembro de 2012, atingindo 6 milhões e 300 mil pessoas e deixando 2 mil mortos e desaparecidos. 200 mil habitações foram destruídas. O tufão causou violentas inundações, de modo especial na região leste da província de Davao Oriental, em Surigao del Sur e Compostela Valley. Um mês depois, ainda não há luz, muitas escolas dependem de geradores e a chuva continua a cair, impedindo as operações de recuperação. Em 8 de janeiro, o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação das Ajudas Humanitárias (OCHA) lamentou o precário apoio psicossocial em prol da instrução e dos alunos. Muitos se dizem também preocupados pelo efeito a longo prazo que a tempestade pode ter nos campos .
(AP) (14/1/2013 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network