http://www.fides.org

America

2013-01-12

AMÉRICA/REPÚBLICA DOMINICANA - Crise na fronteira com o Haiti: o Cardeal Lopez Rodriguez pede a intervenção dos governos

Santo Domingo (Agência Fides) – Sobre a crise e as tensões que se registram na fronteira entre Haiti e a República Dominicana "somente os governos de ambos os países, dominicano e haitiano, podem encontrar uma solução para o impasse presente" e deveriam fazê-lo "sem interferências de ninguém": é o que afirma, numa nota enviada à Agência Fides, o Cardeal Nicolas de Jesus Lopez Rodriguez, Arcebispo de Santo Domingo, intervindo no caso do grupo de haitianos detidos há uma semana na fronteira. O Arcebispo destaca que nem os embaixadores nem governos estrangeiros, nem sacerdotes ou organizações não-governamentais podem interferir numa questão que diz respeito somente às autoridades de governo, recordando que "é o governo dominicano a estabelecer as próprias políticas migratórias". "A questão é antiga", afirma o Arcebispo. "É necessário pedir ao governo haitiano para colaborar sobre as regularidades dos documentos dos cidadãos que se apresentam na fronteira dominicana pedindo o ingresso".
Segundo as informações de Fides, o presidente da República Dominicana, Danilo Medina, convocou uma reunião com os seus funcionários para tratar a crise na fronteira onde, há cerca de uma semana, milhares de haitianos sem documentos tentaram entrar na República Dominicana. A situação na fronteira se tornou muito tensa, e em Oanaminthe, cidade haitiana, o consulado dominicano teve que fechar diante das constantes ameaças a seus funcionários, que não concedem o visto para poder atravessar a fronteira. Todos os anos, milhares de haitianos entram na República Dominicana para tentar partir para outras metas, seja na América do Sul, seja na Europa. Muitos dos migrantes acabam trabalhando no setor da agricultura. (CE) (Agência Fides, 12/01/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network