VATICANO - A paz brote para o povo sírio, na terra onde nasceu o Redentor, nos países da África e no vasto continente asiático

Sexta, 28 Dezembro 2012

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - "Os meus votos natalinos, neste Ano da Fé, os expresso com estas palavras, extraídas de um Salmo: "A verdade brotou da terra'. "Assim, o Santo Padre Bento XVI iniciou sua mensagem natalina proferida ao meio-dia de 25 de dezembro, do balcão central da Basílica de São Pedro. "Em Jesus, nascido em Belém da Virgem Maria, realmente o amor e a verdade se encontram, justiça e paz se beijaram; a verdade brotou da terra e a justiça olhou do céu", prosseguiu o pontífice. "Deus fez tudo, fez o impossível: Ele se fez carne. A sua onipotência de amor realizou o que vai além da compreensão humana: O Infinito se tornou uma criança e entrou na humanidade. No entanto, esse mesmo Deus não pode entrar no meu coração, se eu não abrir a porta. Porta fidei! A porta da fé!... Existe no mundo uma terra que Deus preparou para vir habitar entre nós. Uma casa para a sua presença no mundo. Esta terra existe, e também hoje, em 2012, desta terra surgiu a verdade! Portanto, há esperança no mundo, uma esperança fidedigna, até mesmo nos momentos e situações mais difíceis. A verdade brotou, trazendo amor, justiça e paz".
O Santo Padre expressou a esperança de que a paz brote em diferentes partes do mundo, citando primeiro o povo sírio, "profundamente ferido e dilacerado por um conflito que não poupa os inermes e semeia vítimas inocentes"; então, "que a paz brote na Terra onde nasceu o Redentor, e Ele doe a israelenses e palestinos a coragem de pôr fim a muitos anos de lutas e divisões, e empreender com determinação o caminho da negociação"; a paz brote "nos países do Norte da África, que atravessam uma profunda transição em busca de um novo futuro, particularmente no Egito, terra amada e abençoada pela infância de Jesus"; e ainda "a paz brote no vasto continente asiático... O Rei da Paz dirija também o seu olhar para os novos governantes da República da China para grande tarefa de que os espera"; "o Nascimento de Cristo propicie o retorno da paz no Mali e da concórdia na Nigéria, onde os atentados terroristas continuam ceifando vítimas em particularmente entre os cristãos. O Redentor leve ajuda e conforto aos refugiados no leste da República Democrática do Congo e conceda a paz ao Quênia, onde sangrentos ataques terroristas atingiram a população civil e os lugares de culto"; enfim, "que o Menino Jesus abençoe os muitos fiéis que o celebram na América Latina. Aumente neles as virtudes humanas e cristãs, apoie aqueles que são obrigados a migrar de suas famílias e de sua terra, reforce os governantes no compromisso com o desenvolvimento e na luta contra o crime". (SL) (Agência Fides 28/12/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network