ÁFRICA/REP. CENTRO-AFRICANA - Os rebeldes da coalizão Seleka conquistam Bria, importante centro diamantífero

Terça, 18 Dezembro 2012

Bangui (Agência Fides)- O centro diamantífero de Bria, no centro da República Centro-Africana, foi conquistado hoje pelos homens de Seleka, uma coalizão de três formações rebeldes, que estão saqueando o centro. É o que afirma uma fonte do exército local contatado pela Agence France Press. Bria se encontra a 300 km de Ndélé, outro centro conquistado pelos rebeldes nos dias passados, e a mais de 400 km da capital Bangui, onde, segundo fontes locais contatadas pela Agência Fides, a situação é calma. Os membros de Seleka ameaçam derrubar o Presidente François Bozizé porque, como afirmam, não respeitou os acordos de 2007 e de 2011, assinados pelo seu governo com os grupos que aderiram à coalizão.
A imprensa local refere que o governo se encontra diante de escolhas difíceis. Negociar partindo de uma posição de fraqueza, vista o rápido avanço dos rebeldes? Ou escolher a solução militar? Esta última se tornou difícil com o abandono dos elementos chadianos da Guarda Presidencial, do retiro programado pela Micopax (a força de paz da África central posicionada na Rep. Centro-Africana) e da mudança de atitude do governo de Paris, que não parece disposto a intervir para ajudar as autoridades de Bangui. A França tem uma longa tradição de expedições militares na Rep. Centro-Africana. A última remonta a 2006, quando as tropas de Paris posicionadas no Chade intervieram para conter uma ofensiva rebelde semelhante àquela desses dias.
O jornal "L'Hirondelle" se pergunta se "os novos aliados do poder", China e África do Sul, estarão disponíveis a agir no lugar da França. (L.M.) (Agência Fides 18/12/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network