ÁFRICA/RDC - Começam a retornar os primeiros deslocados, prosseguem violências e saques

Quinta, 6 Dezembro 2012

Goma (Agência Fides) – Violências e saques continuam a acontecer em Goma, não obstante os rebeldes do M23 tenham prometido se retirar e todos os dias caminhões partam rumo ao norte do país. Um comunicado divulgado pelo Centro Educativo Dom Bosco de Goma denuncia casos terríveis. São numerosos os desalojados ainda hóspedes do centro salesiano: segundo o último censo, existem 2180 famílias, 6016 crianças, 148 das quais desacompanhadas. Há duas semanas, o Centro coloca à disposição os serviços essenciais: as mulheres e as crianças são abrigadas na grande sala polivalente e em duas grandes tendas da ong Mercycorps, enquanto os homens estão no campo de futebol; o posto de saúde funciona em tempo integral, com o auxílio de 5 enfermeiros da ong COOPI. A média das consultas diárias é de 150. O Comitê Internacional da Cruz Vermelha e Mercycorps forneceram muitas cisternas de água por dia. A abundante água pluvial foi providencial: coletada por um sistema de tubos, purificada em uma grande cisterna semi-enterrada, é distribuída em todo o Centro; o alimento para os deslocados é por conta do Programa Mundial de Alimentos, que está distribuindo rações desidratadas por dez dias. A ong Save the Children assume todos os casos de desnutrição severa e, junto com Médicos Sem Fronteiras e outras ONGs, fornece medicamentos. Entretanto, já há alguns dias, os refugiados começaram a retornar: cerca de 600 pessoas, em 10 caminhões e 10 vãs. (AP) (6/12/2012 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network