http://www.fides.org

Africa

2012-12-03

ÁFRICA/MADAGASCAR - Anunciada uma investigação sobre as supostas violências dos militares no sul do país

Antananarivo (Agência Fides) - O governo de Madagascar anunciou a abertura de uma investigação para verificar se os militares empenhados na operação "Tandroka", com a finalidade de deter os ladrões de gado no sul do país, tenham cometido violências contra os civis. "As autoridades negam, mas as organizações humanitárias continuam a afirmar essas acusações, e a polêmica não diminui, à espera da investigação", afirma à Agência Fides Pe. Luca Treglia, Diretor da Rádio Dom Bosco em Madagascar.
A polêmica surgiu depois de um relatório de Amnesty International que acusa o exército de “atos de violência cega” contra os civis durante as fases cruciais da operação "Tandroka", em setembro. "As autoridades rebatem que o autor do relatório não foi ao sul de Madagascar, mas se limitou a reunir testemunhos na capital, Antananarivo", recorda Pe. Luca.
O missionário explica: "O furto de gado sempre existiu. Eu estou aqui há 27 anos e posso testemunhar isso. Já naquela época existiam vários grupos, mas os atuais são muito bem organizados e dotados de armas de guerra". "Parece ter tido uma evolução e acredita-se que haja uma conotação política nos crimes cometidos. Em particular, existem acusações por parte das autoridades policiais contra o ex-presidente Ravalomanana de financiar essas bandas tanto para desestabilizar o país quanto para constituir fundos, através da venda de gado roubado, para as próximas eleições. Mas essas acusações, até agora, não encontraram nenhuma prova", concluiu Pe Lucas. (L.M.) (Agência Fides 3/12/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network