AMÉRICA/MÉXICO - O Bispo de Aguascalientes não aceita o Relatório sobre a segurança dos EUA

Sábado, 24 Novembro 2012

Aguascalientes (Agência Fides) – O Bispo da diocese de Aguascalientes, Dom José María de la Torre Martin, rejeitou duramente uma sinalização por parte do Departamento de Estados dos Estados Unidos, onde se declara que 19 localidades do México são indicadas como “inseguras” para serem visitadas por turistas estadunidenses. O Bispo disse que os cidadãos dos EUA “estão conscientes da violência e do sofrimento do nosso país, porque entregam armas e dinheiro e nós, o nosso sangue e os mortos”. Dom de la Torre Martin usou também uma frase bíblica para esta situação: “Veem a palha no olho do próximo e não veem a trave que têm nos próprios olhos”.
Como referido a Fides, o Bispo de Aguascalientes divulgou essas declarações no Seminário Diocesano, num encontro não programado com a imprensa local, durante a visita do Núncio Apostólico no México, Dom Christophe Pierre, que falou a cerca de 400 sacerdotes do Movimento da Renovação Carismática Católica que estavam participando dos exercícios espirituais.
Segundo a nota enviada à Agência Fides, o Bispo disse: "Não me interessa tanto o que os Estados Unidos dizem sobre a insegurança dos outros países, porque não se caracterizam principalmente por serem 'mensageiros de paz', e não seguem certamente o exemplo de Madre Teresa de Calcutá, benévola, altruísta e generosa".
Dom José María de la Torre Martin participa dos exercícios espirituais sobre o tema "Evangelizados e evangelizadores na potência do Espírito Santo". Além do Núncio apostólico, intervieram também como palestrantes Dom Rino Fisichella, Presidente do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, e Salvatore Martínez, Presidente do Movimento da Renovação Carismática Católica no Espírito Santo na Itália. (CE) (Agência Fides 24/11/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network