ÁFRICA/RD CONGO - Situação calma, mas com andamento imprevisível. Todavia, os missionários permanecerão ao lado da população

Quinta, 22 Novembro 2012

Kinshasa (Agência Fides) – “Hoje, em Bukavu, a situação está calma, mas ontem houve manifestações e saques quando se difundiu a notícia da avançada dos rebeldes do M23 do Kivu do Norte ao Sul” – diz à Agência Fides uma fonte missionária de Bukavu, capital do Kivu do Sul, leste da República Democrática do Congo. Após assumir o controle de Goma, capital do Kivu do Norte (veja Fides 20/11/2012; 21/11/2012) o M23 ameaçou marchar até Kinshasa se as autoridades centrais não o envolver nas tratativas.
“Dizem que os rebeldes do M23, depois de atacar a cidade de Sake (a 20 km de Goma), estão se dirigindo rumo a Bukavu, mas não se sabe aonde chegaram. Estamos em contato com nossas referências em Goma, que nos informam que a cidade está tranquila, mas a calma é aparente porque não se sabe o que vai acontecer” – diz à Fides uma fonte que não deseja ser citada, “pois corro o risco de ser expulso” – afirma. Todavia, os missionários não querem se afastar: “Nós ficaremos ao lado da população, o que quer que aconteça. Estamos aqui há 40 anos e não pensamos em ir embora” – conclui a nossa fonte.
A maior parte das ONG evacuou seu pessoal não apenas de Goma, mas também de Bukavu.
Em comunicado, os Bispos congoleses afirmam: “Depois de ocupar a cidade de Goma, os rebeldes ameaçam marchar sobre Bukavu e o resto do país. Eles não travam combates com o exército nacional, que se limita a recuar. Esperamos que os apelos lançados pelos Chefes de Estado da região sejam ouvidos para evitar novos sofrimentos aos nossos compatriotas”.
O Presidente congolês Joseph Kabila participou de uma cúpula extraordinária em Campala (Uganda) com seus homólogos, o ruandês (Paul Kagame) e o ugandense (Yoweri Museveni) que lançaram uma advertência ao M23 para que se retire de Goma. Um relatório da ONU publicado em 21 de novembro acusa novamente Uganda e Ruanda de apoiar com homens e meios o movimento rebelde. (L.M.) (Agência Fides 22/11/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network