http://www.fides.org

America

2012-11-15

AMÉRICA/BOLÍVIA - "Não podemos fechar os olhos e nos calar diante dos graves problemas que afligem o país" - dizem os Bispos no cinquentenário da Conferência Episcopal

Cochabamba (Agência Fides) – Os Bispos bolivianos reiteraram suas preocupações e declararam que estarão atentos e não ficarão em silêncio diante dos sérios problemas que ameaçam o país. Seu intento está contido na Mensagem lida na conclusão da XCIV Assembleia da Conferência Episcopal Boliviana (CEB), realizada em Cochabamba (veja Fides 05/11/2012). “Não podemos fechar os olhos e calar a nossa voz diante dos graves problemas que afligem nosso país, como a corrupção, a insegurança, o aumento do narcotráfico e a pobreza persistente” – afirmam os Bispos no documento que foi apresentado pelo Secretário geral da CEB, Dom Eugenio Scarpellini, Bispo auxiliar de El Alto. A Coletiva de imprensa foi liderada pela nova cúpula da CEB para o período 2012-2015, composto, além de Dom Scarpellini, por Dom Oscar Aparicio, Bispo auxiliar de La Paz, Presidente, e Dom Ricardo Centellas, Bispo de Potosi, Vice-presidente.
O documento apresenta o trabalho realizado na Bolívia pela CEB em seus 50 anos de vida. “Mesmo com seus limites, tentou manter um olhar atento aos sinais dos tempos no país, refletiu e iluminou, transmitindo mensagens de orientação para os católicos e as pessoas de boa vontade, sobre temas relativos à vida do país, motivando solidariedade, esperança, e, quando as circunstâncias o exigiram, pronunciando a sua palavra profética e incomoda” – afirmam os Bispos. O documento acrescenta ainda que à “luz do Evangelho”, a CEB enfrentou problemas sociais e políticos “em suas implicações éticas e morais, produzindo, em certos casos, reações negativas e até ataques das esferas do poder”. A CEB esteve presente nos momentos de crise social e econômica e de calamidades naturais, empenhando-se em criar solidariedade com os pobres e carentes, denunciando as estruturas injustas de marginalização e de exclusão presentes na sociedade. (CE) (Agência Fides, 15/11/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network