http://www.fides.org

Africa

2012-11-14

ÁFRICA/NIGÉRIA - A Nigéria perde 7 bilhões de dólares por causa do roubo de petróleo

Abuja (Agência Fides) - A Nigéria perde anualmente 7 bilhões de dólares por causa de roubo e perda de petróleo nas estruturas de extração e oleodutos. Segundo o relatório de Agência Internacional de Energia (AIE), órgão criado depois da crise de petróleo de 1973 para coordenar as políticas energéticas dos 28 Estados membros. O relatório afirma que o chamado "oil bunkering", ou seja, roubo de petróleo efetuados furando as tubulações, provoca uma perda ao Governo nigeriano de 7 bilhões de dólares. Em termos de barris de petróleo, a Nigéria perde 150 mil barris por dia, devido ao roubo.
A AIE relatara também uma diminuição na produção de petróleo na Nigéria, em outubro deste ano em relação aos meses precedentes (de 2 a 2,5 milhões de barris por dia para 1,95, "o nível mais baixo em dois anos e meio") por causa de roubo petróleo bruto e inundações que atingiram as áreas onde o petróleo é extraído. Os roubos de petróleo são cometidos por organizações criminosas que depois vendem o óleo no mercado negro. Em vários casos, as perfurações das tubulações provocam explosões com várias vítimas e feridos.
A Nigéria é o maior produtor de petróleo africano, mas também é um país onde o desperdício e a corrupção impedem uma grande parte de seus habitantes de obterem benefícios da renda do petróleo. O setor de mineração sente também os atrasos na aprovação do Petroleum Industry Bill (PIB), que bloqueou os investimentos de empresas estrangeiras que estão à espera de um quadro normativo claro e definido. Na ausência de novos investimentos em novos equipamentos e tecnologias, o setor corre o risco de estagnação, afirmam os especialistas.
Os bispos nigerianos denunciaram várias vezes o desperdício e desvio de verbas ligadas à exploração de petróleo e o fato de que os lucros da venda do petróleo bruto não são utilizados em benefício dos nigerianos. (veja Fides 13/11/2006, 28/12/2006 e 16/1/2012). (L.M.) (Agência Fides 14/11/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network