ÁSIA/PAQUISTÃO - Escola queimada em Lahore: a blasfêmia faz os muçulmanos paquistaneses "perderem o sentido"

Terça, 6 Novembro 2012

Lahore (Agência Fides) - "É realmente chocante que Farooqi School Girls High de Lahore tenha sido queimada completamente porque uma professora foi acusada de blasfêmia. A ninguém deve ser permitido fazer justiça com as próprias mãos": disse à Agência Fides Pe. James Channan, estudioso e teólogo dominicano, diretor do "Peace Center", de Lahore, muito engajado em prol do diálogo inter-religioso, comentando sobre o incêndio numa escola em Lahore, feito por uma multidão de extremistas em 2 de novembro passado.
Pe. Channan continua: "A escola tinha 34 anos, foi criada por um muçulmano para educar as meninas, sobretudo muçulmanas. Atualmente, estavam inscritas mais de 8.000 garotas, agora sem instrução. Esse tipo de violência e vandalismo demonstra como facilmente os muçulmanos paquistaneses se entregam a atos violentos em nome da religião, por questões de blasfêmia contra o Profeta". Com base em meras acusações e conversas, não verificadas, "muitos muçulmanos paquistaneses perdem seu caráter e também o sentido do raciocínio, tornando-se violentos. Uma pessoa, uma instituição, uma escola pode ser improvisamente transformada em cinzas", comenta o Diretor do "Peace Center". Tudo isso, ressalta, é contrário o Estado de Direito: "É lamentável que alguns muçulmanos paquistaneses tomem a controversa lei de blasfêmia em suas mãos e podem destruir ou matar impunemente tudo o que está em seu caminho: réus, escolas, casas, instituições, bibliotecas, locais de culto. Este é um sinal de uma mentalidade doente. Se esses fatos acontecem, as instituições devem intervir: a ninguém deve ser permitido fazer justiça com as próprias mãos".
O sacerdote pede ao Governo do Paquistão para "iniciar uma investigação séria sobre este grave ato de vandalismo e ilegalidade, fazer justiça ao proprietário e funcionários da escola, para garantir que esses atos brutais não se repitam no futuro". (PA) (Agência Fides 6/11/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network