ÁSIA/FILIPINAS - Em todas as dioceses, uma “Jornada da Juventude” em homenagem ao novo Santo Pedro Calungsod

Sábado, 20 Outubro 2012

Manila (Agência Fides) – Enquanto amanhã, 21 de outubro, se celebra em Roma a canonização do Beato filipino Pedro Calungsod, junto a outros seis beatos, os jovens filipinos viverão uma “Jornada da Juventude” em homenagem ao novo Santo. Em todas as dioceses filipinas, refere a Fides a Conferência Episcopal, estão previstas programações especiais dirigidas especialmente aos jovens, já que Pedro é um santo jovem (foi martirizado aos 17 anos), em que a juventude filipina se identifica e se reconhece. A “Jornada especial da Juventude filipina”, explicam fontes locais a Fides, será também a ocasião para apresentar oficialmente o Ano da Fé aos jovens.
Uma iniciativa da "Comissão para a Juventude", na diocese de Novaliches, em sintonia com a celebração nacional, realizará uma jornada especial, com o título "Amigo: Jornada Calungsod", que reunirá milhares de jovens filipinos para festejar o novo Santo. Na jornada, os jovens realizarão uma marcha pelas ruas, colocarão em mostra seus talentos criativos com representações musicais e teatrais e levarão a outros jovens um testemunho de sua fé. Em Manila, na igreja de Santo Niño, no bairro de Tondo, se realizará um evento em concomitância com a celebração na Praça S. Pedro: mais de mil jovens de toda a Arquidiocese de Manila acompanharão ao vivo pela televisão o rito de canonização e, depois, continuarão seu encontro com momentos de oração, cantos, festas e compartilha.
Pedro Calungsod (1654-1672) nasce una região de Visayas. Não há documentos que comprovem com exatidão sua data de nascimento. Sabe-se, porém, que prestou serviço como catequista entre 1668 e 1672. O seu nome é citado na causa de martírio do missionário jesuíta pe. Diego Luis de San Vitores: o jovem Pedro foi martirizado quando tinha entre 14 e 20 anos com o jesuíta, e os corpos de ambos foram lançados no oceano. Os dois estavam realizando seu apostolado entre os autóctones do vilarejo de Tumhom, na ilha de San Juan, hoje conhecida como Guam. Dois ateus se aproximaram e os atingiram com uma lança. Pedro tentou defender o padre, mas os dois mataram primeiro o rapaz e, depois, o jesuíta. A Igreja documenta o ocorrido em 2 de abril de 1672. Pe. de San Vitores foi beatificado em 6 de outubro de 1985. Já Pedro em 5 de março de 2000 por João Paulo II, que propôs o jovem filipino como exemplo de coragem, de fé e de compromisso missionário. (PA) (Agência Fides 20/10/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network