ÁSIA/LÍBANO - O Patriarca maronita Bechara Boutros Rai condena o atentado de Beirute: "Um atentado criminoso contra a paz e os efeitos positivos da visita do Papa"

Sábado, 20 Outubro 2012

Roma (Agência Fides) - O Patriarca de Antioquia dos Maronitas, Maroniti Bechara Boutros Rai, "condena com força a terrível explosão ocorrida ontem em Beirute", que fez entre as vítimas o general Wissam el- Hassan, diretor dos serviços para a Segurança interna do Líbano, outros sete mortos e centenas de feridos.
Segundo o líder da Igreja maronita – contatado pela Agência Fides em Roma, onde se encontra para participar da Assembleia do Sínodo dos Bispos – “este atentado brutal, contra um alto responsável pela segurança interna, demonstra quanto as mãos do Mal sejam criminosas e que os responsáveis pelo atentado não temem nem Deus nem o juízo da História. O Líbano – prossegue o Patriarca Rai – ainda estava impressionado com a visita de Bento XVI, durante a qual o Papa assinou a Exortação Apostólica 'Ecclesia in Medio Oriente, Comunhão e Testemunho', e proclamou a paz de Cristo a partir do território libanês. O atentado de ontem é um crime contra paz e os efeitos positivos da visita do Papa".
Diante dos desígnios de morte que de novo atentam contra a pacífica convivência do Líbano, o Patriarca Rai convida todos os seus conterrâneos a unirem-se e a trabalharem juntos por um futuro de paz: "Nos entristece e nos faz mal – declara sua Beatitude a Fides – a perda de vidas humanas e os prejuízos materiais. Mas a nossa fé e a nossa esperança, e a de todos os libaneses, não cedem. Cristo Ressuscitado venceu o mal e o pecado. Nós O imploramos pelos mortos, pelos feridos e pelas famílias atingidas. Somente Ele é o grande e verdadeiro Consolador. Nós, junto a todas as pessoas de boa vontade, jamais deixaremos de proclamar o Evangelho da Paz e da Esperança, e trabalharemos com todas as nossas forças para o estabilidade do nosso país. O Líbano, ferido na sua dignidade que tinha mostrado ao mundo durante a visita do Papa, permanece a terra dos Santos e o Oásis de paz e de esperança".
Esta manhã, o Patriarca Rai recebeu o telegrama de Bento XVI, com o qual Sua Santidade, através do Secretário de Estado, Cardeal Tarcisio Bertone, expressa sua solidariedade às famílias atingidas pelo luto e a todos os libaneses, condenando “a violência que gera tanto sofrimento” e pedindo a Deus que dê ao Líbano e a toda a região “o dom da paz e da reconciliação". (GV) (Agência Fides 20/10/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network