AMÉRICA/COLÔMBIA - Faltam 10 dias para o início do diálogo entre o Governo e as FARC: a Igreja sempre trabalhou pela paz

Sexta, 5 Outubro 2012

Bogotá (Agência Fides) - O Arcebispo de Tunja, Dom Luis Augusto Castro Quiroga, ex-presidente da Conferência Episcopal da Colômbia, disse que a hierarquia católica fará tudo o que for necessário para garantir o progresso das negociações de paz entre Governo e Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). A nota enviada à Agência Fides informa que Dom Castro Quiroga, falando a uma estação de rádio local, disse: "o fato de a Igreja não ter um lugar na mesa de negociações, não significa que esteja fora, porque os esforços de paz tiveram e terão a nossa colaboração como instituição religiosa".
O arcebispo acrescentou: "O Presidente Santos escolheu as pessoas justas para a mesa de negociação e segundo os pontos em discussão, mas isso não significa que não estamos presentes neste processo. O acompanhamos e o fizemos com a máxima discrição e continuaremos a apoiá-lo todos os dias".
Segundo a imprensa, os representantes da Igreja foram os principais colaboradores nas conversas que levaram o Governo e as FARC ao início de negociações de paz. O Governo e as FARC abrirão o diálogo de paz no próximo dia 15, em Oslo, na Noruega, para acabar com quase meio século de conflito armado. Este diálogo continuará, em Cuba, com o Chile e a Venezuela como convidados. (CE) (Agência Fides, 05/10/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network