VATICANO - Um mês de outubro particularmente rico de eventos missionários

Sábado, 29 Setembro 2012

Cidade do Vaticano (Agência Fides) - A festa de Santa Teresa do Menino Jesus (1873-1897), proclamada em 1927 Padroeira das Missões com S. Francisco Xavier, marca em 1o de outubro o início do Outubro Missionário, que culmina com a celebração do Dia Mundial das Missões, no penúltimo domingo do mês, este ano em 21 de outubro. Em algumas nações, o Dia é celebrado em outro domingo por motivos pastorais. Em todo o mundo, a Igreja Católica celebra outubro como Mês das Missões, utilizando os inúmeros subsídios que as Direções nacionais das Pontifícias Obras Missionárias preparam para recordar o dever de todo batizado de colaborar para a missão universal da Igreja com a oração e com a ajuda econômica. Outubro foi escolhido como mês missionário para recordar o descobrimento do continente americano, que abriu uma nova página na história da evangelização.
O mês de outubro de 2012 se enriquece de alguns eventos eclesiais especialmente ligados ao tema missionário. Domingo, 7 de outubro, o Santo Padre Bento XVI abrirá em S. Pedro a XIII Assembleia geral ordinária do Sínodo dos Bispos dedicada à "Nova Evangelização para a transmissão da fé cristã". Na mesma circunstância, proclamará “Doutores da Igreja” São João de Ávila e Santa Hildegard de Bingen. Como escrito no Prefácio do Instrumentum laboris do Sínodo, "é preciso buscar novos métodos e novas formas expressivas para transmitir ao homem contemporâneo a perene verdade de Jesus Cristo, sempre novo, fonte de toda novidade... O renovado dinamismo das comunidades cristãs dará um novo impulso também à actividade missionária (missio ad gentes), hoje mais urgente do que nunca, atendendo ao elevado número de pessoas que não conhecem Jesus Cristo não só em terras longínquas, mas também nos Países de antiga evangelização".
Quinta-feira, 11 de outubro, se abrirá o Ano da Fé, nos 50 anos da abertura do Concílio Ecumênico Vaticano II. O Santo Padre Bento XVI no Motu proprio "Porta fidei", com o qual convocou o Ano da Fé, evidencia que "Com o seu amor, Jesus Cristo atrai a Si os homens de cada geração: em todo o tempo, Ele convoca a Igreja confiando-lhe o anúncio do Evangelho, com um mandato que é sempre novo. Por isso, também hoje é necessário um empenho eclesial mais convicto a favor duma nova evangelização, para descobrir de novo a alegria de crer e reencontrar o entusiasmo de comunicar a fé. Na descoberta diária do seu amor, ganha força e vigor o compromisso missionário dos crentes, que jamais pode faltar" (n.7).
Por ocasião do Ano da Fé, a Congregação para a Evangelização dos Povos e as Pontifícias Obras Missionárias lançam uma campanha mundial de oração para, através da reza do Terço, apoiar a obra de evangelização do mundo e o redescobrimento e o aprofundamento da fé por parte dos batizados.
Domingo, 21 de outubro, se celebrará o Dia Mundial das Missões. "Também hoje a missão ad gentes deve ser o horizonte constante e o paradigma de toda a atividade eclesial, porque a própria identidade da Igreja é constituída pela fé no Mistério de Deus, que se revelou em Cristo para nos dar a salvação, e pela missão de O testemunhar e anunciar ao mundo até ao seu regresso". (Bento XVI, Mensagem para o Dia Mundial das Missões 2012).
No Dia Missionário, o Papa canonizará seis Beatos, mártires e confessores da fé, entre os quais alguns missionários: Jacques Barthieu, sacerdote jesuíta, mártir missionário em Madagascar (1896); Pietro Calungsod, leigo, catequista, mártir nas Filipinas (1672); Madre Marianne (Barbara Cope) testemunha da fé no leprosário de Molokai (1918). (SL) (Agência Fides 29/09/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network