AMÉRICA/ARGENTINA - Dura reação do Arcebispo de Mendoza contra o aborto: "jamais é uma solução"

Sexta, 21 Setembro 2012

Mendoza (Agência Fides) – A Arquidiocese argentina de Mendoza, num comunicado assinado pelo Arcebispo e por seu Auxiliar, recorda que "a Câmara dos Deputados de Mendoza aprovou em via preliminar um projeto para que a província possa aderir e adotar o ‘Guia técnico para o cuidado completo dos abortos não puníveis' do Programa Nacional de Saúde Sexual e Procriação Responsável do Ministério da Saúde da nação". No país, de fato, há algum tempo está-se discutindo a propósito do aborto e das disposições sugeridas pelo "Guia Técnico" distribuído em hospitais e clínicas, deixando a adesão ou não de acordo com cada província.
Diante da situação que se verificou em Mendoza, no comunicado assinado pelo Arcebispo de Mendoza, Dom José María Arancibia, e pelo Bispo Auxiliar, Dom Sergio O. Buenanueva, a Igreja Católica recorda os princípios universais a favor dos direitos do nascituro.
No comunicado enviado à Agência Fides se lê: "É necessário que as forças vivas da sociedade ofereçam sua contribuição à tarefa do legislador: dar leis justas e razoáveis, na base dos valores universais e objetivos. A este propósito, e como Pastores da Igreja Católica em Mendoza, nos parece oportuno contribuir com algumas breves considerações éticas. O aborto é o assassinado deliberado de um ser humano inocente na fase inicial da sua existência. Trata-se de uma grave injustiça. Não pode ser considerado um direito nem um ato médico. O caso doloroso de gravidez depois de um estupro reivindica do Estado a responsabilidade específica de proteger a vida humana das duas pessoas envolvidas: a mãe e a criança. O aborto jamais é uma solução. Fazemos votos de que no debate parlamentar possa prevalecer um claro reconhecimento da dignidade do nascituro e dos seus direitos". (CE) (Agência Fides, 21/09/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network