http://www.fides.org

Europa

2003-07-21

EUROPA/ITÁLIA - CONCLUÍDO O SIMPÓSIO INTERNACIONAL – AO LADO DA EUROPA DO MERCADO E DAS INSTITUIÇÕES RETOME COM FORÇA A EUROPA DA CULTURA

Roma (Agência Fides) – Conclui-se no domingo, 20 de julho, o Simpósio Internacional “Universidade e Igreja na Europa”, ocorrido na Pontifícia Universidade Lateranense de Roma e que durante quatro dias reuniu mais de 2.000 participantes entre professores, estudantes, capelães, reitores e Bispos de 41 países europeus. “O Simpósio foi um grande evento de esperança aberto ao futuro da Europa. Ao lado da Europa do mercado e das instituições comuns deve ser retomada com força também a Europa da cultura” disse no discurso conclusivo o Arcebispo Cesare Nosiglia, Delegado pelas Universidades do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE). “No Simpósio foi aprofundado o tema do encontro entre Universidades Leigas e Universidades Católicas, como um moderno e interessante laboratório cultural que permita usufruir da contribuição de todas as competências (humanas, científicas, filosóficas e teológicas) para caminhar a serviço do mesmo fim: o do novo humanismo”. Dom Nosiglia ressaltou que o Simpósio foi um grande momento de comunhão, também pela presença dos delegados de confissões e igrejas cristãs que estimularam a aprofundar a perspectiva ecumênica. “Agora a presença e o diálogo das nossas Igrejas na Universidade, pode ser reiniciado a partir de um projeto mais orgânico e partilhado” concluiu Dom Nosiglia.
O Reitor da Universidade Bocconi de Milão, prof. Carlo Secchi, destacou que “a grande responsabilidade de qualquer universidade é preparar a futura classe dirigente, não apenas desenvolvendo e transmitindo competências e conhecimentos, mas também um sistema de valores, fornecendo aos estudantes os instrumentos úteis para estes fins. Neste âmbito, a Universidade é aberta e atenta também ao papel da Igreja e das instituições”. O prof. Secchi afirmou também ser impensável uma classe dirigente que não se refira a um mundo de valores que os ajude a estar em sintonia com a sociedade e a história” e a universidade deve transmitir aos jovens “ a sensibilidade para com os destinos da sociedade e da humanidade”. Por este motivo a universidade aprecia o trabalho da Igreja dentro dos Ateneus “sobretudo no campo da formação ética e em relação a dimensão histórica da cultura”.
Em sintonia com as indicações do Papa expressas na Exortação apostólica “Ecclesia in Europa”, de retomar o diálogo entre Universidade e Igreja, mons. Lorenzo Leuzzi, responsável pela Pastoral Universitária na diocese de Roma e organizador do Simpósio afirmou: “Após a experiência medieval, em que a Igreja foi protagonista no processo de surgimento da experiência universitária, no início do terceiro milênio a Igreja se faz “serva” da instituição universitária, oferecendo o dom do Evangelho e a paixão pelo homem”.
(S.L) (Agência Fides 21/07/2003 – linhas: 37; palavras: 443)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network