ÁSIA/PAQUISTÃO - Dois cristãos assassinados na periferia de Karachi: os fiéis, no terror, levantam um muro

Segunda, 17 Setembro 2012

Karachi (Agência Fides) – Dois cristãos foram mortos com arma de fogo no bairro de Essa Nagri, na periferia de Karachi, por grupos muçulmanos extremistas de etnia pashtun que terrorizaram a população residente. É o que refere à Agência Fides pe. Victor John, pároco católico de Essa Nagri, que esta tarde celebra o funeral dos dois assassinados: Nasir Masih, católico, e Rafi Masih, protestante. Trata-se do terceiro ataque em duas semanas no subúrbio cristão (quatro mortos no total), tomado como alvo por grupos extremistas que agem tranquilamente, sem que a polícia os detenha. O episódio ocorreu dois dias atrás, em 15 de setembro, quando um grupo de criminosos numa moto entrou no bairro ameaçando os residentes, pedindo propinas às atividades comerciais, intimando o pagamento da "Jizya" (a taxa imposta, segundo a sharia, sobre as minorias não-muçulmanas). Numa briga que se seguiu depois desses atos, os extremistas mataram os dois homens cristãos na rua n. 7 do bairro e feriram outros dois.
Come explica Pe. Victor, "os fiéis, para se protegerem, decidiram erguer um muro e fechar um ingresso de Essa Nagri, perto do bairro muçulmano, onde vivem grupos pashtun e beluchi, de onde provêm os ataques. Agora, Essa Nagri se tornou um gueto, com uma única porta de acesso”. Os cristãos, vítimas de contínuas violências, organizaram um serviço de segurança interno, para tentar prevenir as violências e mais ataques, que estão martirizando Essa Nagri, bairro densamente povoado, onde vivem cerca de 50.000 cristãos, em condições de extrema pobreza e na falta de serviços de base.
Pe. Victor celebra hoje um funeral ecumênico para os dois mortos, justamente na rua n. 7. Além disso, decidiu-se que serão sepultados na igreja cristã multiconfessional "Awama Church" ("Igreja de todos") e não serão levados ao cemitério que se encontra fora do bairro “para evitar mais desordens ou provocações, já que a situação é tensa, também por causa dos recentes protestos islâmicos contra o filme A inocência dos muçulmanos". "Pedimos aos fiéis cristãos que não se vinguem, que sejam sempre pacíficos, também nos protestos legítimos. Pedimos à polícia que proteja a pobre população de Essa Nagri, há meses vítima de latentes abusos", conclui o pároco.
Entre as últimas vítimas, em 12 de setembro foi morto o cristão Yousaf Masih, e em 29 de agosto o jovem católico Faisal Masih (veja Fides 31/8/2012). (PA) (Agência Fides 17/9/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network