AMÉRICA/HONDURAS - "60 dias sem eventos violentos", a campanha pela paz nas prisões produz frutos

Sábado, 4 Agosto 2012

San Pedro Sula (Agência Fides) – Com um dia dedicado exclusivamente à catequese e presidido por Dom Romulo Emiliani, Bispo auxiliar de San Pedro Sula, continua a campanha pela paz nas prisões organizada pela Comissão da Pastoral para os detentos.
A iniciativa, "La Paz no tiene rejas" (A paz não tem barreiras), foi proposta pelos próprios detentos cuja atitude foi elogiada por Dom Emiliani: "Os presos vivem intensamente este momento e pedem esse tipo de catequese centrada no amor pela vida; é bela essa situação, estou convencido de que muitos estão mudando sua atitude perante a vida".
"Nós conversamos sobre o compromisso de viver com Cristo, buscar o Senhor. Devemos continuar com esta forma de evangelização, porque eles estão totalmente abertos para Cristo", acrescentou o bispo, que salientou também que a sociedade deve colaborar para dar uma mão aos detentos que descontam suas penas. "Quando eles finalmente saírem, é preciso dar-lhes uma oportunidade. Eles têm todo o direito de recomeçar, ninguém está livre de cair em situações difíceis. Se conseguem um emprego decente, as pessoas com um bom trabalho não tem tempo para pensar em coisas ruins".
O diretor da prisão de San Pedro Sula, Oquelí Mejia Tinoco, que acompanhou a iniciativa, disse que "estamos empolgados com o que está acontecendo nesses dias, sabemos que é uma forma de reforçar a paz. Há mais de 60 dias não houve eventos violentos".
"Queremos a paz, acabar com a violência, mas não pode haver paz se não há justiça. Os detentos devem ser tratados como todos os seres humanos, eles têm direito à saúde, educação e merecem uma segunda oportunidade", enfatiza Zobeida Mendoza, membro e coordenadora da Comissão para a Pastoral Carcerária. (CE) (Agência Fides, 04/08/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network