ÁFRICA - Um milhão de crianças gravemente desnutridas na região do Sahel

Quinta, 19 Julho 2012

Roma (Agência Fides) - Um milhão de crianças gravemente desnutridas estão à espera de receber tratamento na região do Sahel. Segundo os últimos dados divulgados pelo Unicef, se trata do número mais alto na história das ajudas humanitárias. Este ano, e pela primeira vez, todos os países do Sahel mais atingidos pelo fenômeno, junto a organizações humanitárias internacionais, desenvolveram um plano de prevenção para responder à emergência já no final de 2011, que inclui o tratamento de cerca de um milhão de crianças gravemente desnutridas e a distribuição de alimentos para prevenir a desnutrição, inclusive produtos à base de leite especialmente desenvolvido para satisfazer suas exigências nutricionais.
O ápice anual teve início, agravado em algumas partes da região pelos preços de mercado mais elevados, pelas epidemias e pela instabilidade política. Além disso, uma estação das chuvas particularmente forte no sul do Níger e em parte do Chade oriental antecipou a malária que, com a desnutrição, constitui para as crianças uma combinação letal. Nos últimos seis meses, cerca de 56 mil crianças foram inseridas em programas nutricionais da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) em sete países da região; dessas, mais de 36 mil vivem no Níger. Atualmente, MSF administra 21 programas nutricionais no Sahel, nove dos quais foram abertos este ano em resposta às necessidades urgentes no Chade, Mali, Senegal e Mauritânia. As equipes estão trabalhando também no norte do Mali, Níger, Burkina Fasso e Mauritânia para assistir os refugiados por causa do conflito no Mali. (AP) (19/7/2012 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network