http://www.fides.org

Asia

2012-07-09

ÁSIA/VIETNÃ - Apelo da mídia católica: “Deter a violência do governo sobre os católicos de Vinh”

Vinh (Agência Fides) - Urge que o governo do Vietnam interrompa imediatamente “os atos brutais contra os sacerdotes católicos e os fiéis na paróquia de Con Cuong”, na Diocese de Vinh. É o apelo enviado à Agência Fides pela Federação da mídia católica vietnamita, que reúne sacerdotes, intelectuais, jornalistas, editores católicos vietnamitas presentes em diversos países do mundo, na Ásia, Europa, América e Austrália. Dentre os signatários do apelo, estão Dom Vincent Nguyen Van Long, Bispo auxiliar de Melbourne (Austrália) e Dom Peter Nguyen Van Tai, Diretor da seção vietnamita da "Rádio Veritas Ásia" (Filipinas).
O comunicado frisa que segundo informações enviadas pela Diocese de Vinh, forças militares e policiais continuam a perseguir padres, religiosos e leigos na paróquia de Con Cuong, impedindo a normal prática dos cultos e celebrações de Missas. Por isso, a Federação “condena severamente e denuncia à comunidade internacional as perseguições”, pede ao governo que detenha as violências, “garanta a segurança nos lugares de culto de todas as religiões” e “respeite os direitos humanos e a liberdade religiosa”. A Federação se diz “em comunhão e solidariedade com os irmãos e irmãs de Con Cuong” e convida todos a rezar por eles.
Na área, como notam fontes da Fides, está se dando uma renovação do sentido religioso. Como acontece em muitas áreas rurais, as autoridades do distrito de Con Cuong não veem de bons olhos este despertar da fé e o desencorajam em todas as maneiras. No entanto, os cristãos locais não cedem às pressões e continuam a celebrar liturgias e a reunir-se para rezar.
Em 1o de julho passado, mais de 500 militares e policiais invadiram a capela na qual pe. Nguyen Dinh Thuc estava celebrando a missa, agrediram os fiéis e realizaram atos vandálicos dentro da capela. Participou da repressão – como afirma o comunicado recebido pela Fides – o Presidente do Comitê da Frente Patriótica do distrito de Con Cuong. Algumas religiosas foram presas, e nos dias seguintes, os fiéis das paróquias vizinhas foram ao local para manifestar solidariedade e proximidade aos católicos de Con Cuong. (PA) (Agência Fides 9/7/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network