http://www.fides.org

America

2012-07-04

AMÉRICA/PERU - “Deter a violência e favorecer o diálogo”: apelo de Dom Bambaren depois das 3 morte de ontem em Celendin

Cajamarca (Agência Fides) – O ex-Presidente da Conferência Episcopal do Peru e Bispo emérito de Chimbote, Dom Luis Bambaren, denunciou a violência eclodida na província de Celendín, na região de Cajamarca (norte do Peru), onde a população manifesta contra a realização do projeto extrativista Conga, e solicitou a mediação da Igreja católica, oferecida pela Conferência Episcopal Peruana (CEP).
A nota enviada à Agência Fides informa que Dom Bambaren afirmou que seja o governo central como as organizações sociais de Cajamarca, que se opõem ao projeto minerário Conga, deveriam aceitar imediatamente a mediação de padre Gaston Garatea proposta pela CEP. O Bispo destacou que padre Garatea é um sacerdote com muita experiência e bem aceito nas comunidades andinas, e poderia indicar o melhor para o desenvolvimento daquela região andina. “O diálogo é o único modo para resolver as divergências nestes momentos difíceis. Apelo aos meus irmãos Celendín para que parem com a violência e favoreçam o diálogo” – concluiu o Bispo.
Segundo informações locais enviadas à Fides, pelo menos três pessoas foram mortas e 20 feridas em um atrito entre a polícia e manifestantes ontem, 3 de julho, em Celendin. Os manifestantes protestavam contra o projeto Conga, que prevê a abertura de uma série de minas na região de Cajamarca. Com um custo de mais de 5 bilhões de dólares (aproximadamente 4 bilhões de euros), o projeto sempre foi contestado pela população local (veja Fides 06/12/2011). Após o protesto de ontem, que foi o mais violento, o governo declarou estado de emergência na região de Cajamarca e ordenou a intervenção do exército para restabelecer a ordem na cidade de Celendín, centro do protesto. (CE) (Agência Fides, 04/07/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network