AMÉRICA/CHILE - A Igreja deve estar presente na mesa de trabalho com as comunidades indígenas

Segunda, 28 Maio 2012

Temuco (Agência Fides) – O Bispo da diocese de Temuco, Dom Manuel Camilo Vial, destacou que a Igreja deve participar das mesas-redondas de trabalho com as comunidades indígenas, anunciadas pelo Presidente Sebastián Piñera durante seu discurso de 21 de maio. O motivo deste pedido feito pelo Bispo, na qualidade de Presidente da Pastoral Social e da Caritas do Chile, foi o anúncio do Presidente Piñera, em seu último discurso público, de criar duas novas áreas de desenvolvimento indígena (ADI) na região de Ercilla, Collipulli e na Província de Arauco. Dom Manuel Camilo Vial afirmou que não sabe como funcionarão as novas áreas, a partir do momento que não foi informado acerca dos detalhes, e por isso tem muitas perguntas a fazer. A Igreja deve participar do projeto com base no trabalho que realiza em Ercilla e Collipulli, através de escolas e das paróquias da região que se encontram na província de Malleco em Araucania.
Das informações coletadas pela Agência Fides, resulta que Presidente Sebastián Piñera propôs mesas de trabalho em diversos territórios, de modo que os próprios índios consigam participar ativamente das decisões que lhes dizem respeito. Dom Manuel Camilo Vial Risopatrón já se pronunciou sobre este argumento (veja Fides 02/05/2012), pedindo ao governo o reconhecimento constitucional do povo indígena dos Mapuche e, à sociedade, de assumir o multiculturalismo. (CE) (Agência Fides, 28/05/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network