http://www.fides.org

Africa

2012-04-11

ÁFRICA/MALÁUI - "Uma transição pacífica que confirma o espírito de reconciliação típico do Maláui", diz um missionário

Lilongwe (Agência Fides) - "Com a tomada de posse do novo presidente, Joyce Banda, diante do Chefe de Justiça, Lovemore Munlo, dos representantes do Tribunal Judicial e do Parlamento, e depois de 26 tiros de canhão e a saudação da Guarda militar, o Maláui resolveu pacificamente uma transferência de poder num momento de grande tensão no país", escreve à Agência Fides Pe. Piergiorgio Gamba, missionário monfortano que trabalha no Maláui há vários anos. Após a morte improvisa do Presidente Bingu Wa Mutharika, seu lugar foi ocupado pela vice-presidente Joyce Banda, que em 7 de abril tomou posse como novo Chefe de Estado.
O Maláui vive há anos uma profunda crise política e econômica e com a morte do Presidente a situação poderia piorar. "O caminho para sair da crise é longo, mas não poderia haver nada melhor do que essa transição pacífica que, mais uma vez, mostra o espírito de reconciliação típico do Maláui e seu povo", escreve Pe. Gamba.
"Agora é de extraordinária importância sair do isolamento internacional em que o Maláui foi obrigado pelo governo anterior, bem como assegurar uma recuperação econômica que devolva a esperança a um país profundamente devastado por decisões políticas obtusas e ultrapassadas", disse Pe. Gamba.
"A liberdade de informação deverá ser a prioridade numa situação de monopólio total das comunicações sociais que tinham demonizado tudo e todos", sublinha o missionário. A ministra da Informação, Patricia Kaliati, foi demitida pela presidente Banda no âmbito de um processo de renovação de lideranças institucionais. Dentre as personalidades destituídas estão o Chefe de Polícia, o responsável pela televisão nacional e o Governador do Banco Central. (L.M.) (Agência Fides 11/4/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network