http://www.fides.org

America

2012-03-22

AMÉRICA/CUBA - “A expectativa que sinto em todas as comunidades cristãs pela chegada de Bento XVI é a mesma de 14 anos atrás, para a visita de João Paulo II” - diz Pe. Raul Rodriguez

Havana (Agência Fides) – “Esperamos que seja um momento de benção do Senhor para este povo que precisa da mensagem salvífica e libertadora de Jesus. Esperamos que seja um momento de unidade entre todos os cubanos, onde quer que se encontrem e vivam, como aconteceu para a visita do Beato João Paulo II”. São as expectativas da visita de Bento XVI a Cuba, expressas à Agência Fides por Padre Raul Rodriguez, ex-Diretor nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM) em Cuba.
“A visita do Papa João Paulo II ofereceu à Igreja a possibilidade de começar a percorrer um novo caminho. Foi e continua a ser ainda um momento de benção – prossegue pe. Rodriguez. O resultado de sua visita continua sendo um marco no caminho da história de Cuba e nos corações de muitos cubanos. Foram dias inesquecíveis. Na cidade de Santa Clara, onde celebrou a primeira Missa, foi erguido um monumento ao 'Peregrino de verdade e de esperança'. Rezo frequentemente naquele lugar e me recordo da mensagem que João Paulo II deixou à família cubana, encorajando-a a viver no amor e a não perder a esperança”.
“As transformações acontecem pouco a pouco, gradualmente, porque precisamos mudar as atitudes, não apenas as situações – prossegue pe. Rodriguez -. A Igreja é chamada a evangelizar e portanto, precisa de espaços específicos no âmbito da sociedade. Desde a visita do Papa João Paulo II começamos um percurso que está produzindo frutos, mas temos que continuar caminhando, e, principalmente, continuar a explorar novos espaços. Para que a Igreja em Cuba possa realizar sua missão, precisa, por exemplo, de uma presença maior na mídia, da possibilidade de construir igrejas nos locais aonde não há, de uma presença ativa na formação de novas gerações... Este novo caminho será feito com respeito, levando em conta que não podemos superar todos os problemas no mesmo dia, mas que será preciso tempo”.
Descrevendo o clima de espera pela chegada do Papa Bento XVI, padre Raul Rodriguez diz: “A expectativa que vivo e sinto em todas as comunidades cristãs onde sou pároco, pela visita de Bento XVI é a mesma de 14 anos atrás, quando preparamos a acolhida de João Paulo II: um momento de benção para este povo, que tanto precisa do Evangelho e do amor de Cristo. Como dizem os Bispos em sua Mensagem para o Ano jubilar que estamos vivendo, “que seja a oportunidade para a Igreja prosseguir em sua missão de evangelização e continuar a encontrar novos espaços para viver a sua missão”. (CE) (Agência Fides 22/03/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network