AMÉRICA/EL SALVADOR - El Salvador recorda Dom Romero, assassinado há 32 anos

Terça, 20 Março 2012

São Salvador (Agência Fides) – O aniversário de morte de Dom Oscar Arnulfo Romero será celebrado pela primeira vez na Igreja do Rosário, pois os veteranos de guerra estão ocupando a Catedral Metropolitana de São Salvador há dois meses (veja Fides 16/01/2012), pleiteando mais atenção para esta categoria social. O representante da Fundação Romero, Dom Ricardo Urioste, expressou descontentamento porque as celebrações culturais e religiosas preparadas para o 32º aniversário de morte de Romero não poderão ser na Catedral onde repousam os restos do Arcebispo. “Deploramos este episódio porque o consideramos um insulto à fé e à memória de Dom Romero” – disse Dom Urioste, acrescentando que os manifestantes não têm alguma intenção de deixar o principal centro religioso católico do país e já não haveria mais tempo para preparar as celebrações neste local de culto.
Segundo informado pelo ativista da Fundação Romero, Odin Martinez, o calendário das atividades comemorativas começou ontem, 19 de março, com uma mostra de fotografias e documentos sobre a vida de Dom Romero, conhecido como “a voz dos sem voz”. Informações enviadas à Agência Fides apontam que em 24 de março, dia em que Dom Romero foi morto há 32 anos enquanto celebrava Missa numa pequena capela a nordeste da capital, a Igreja local preparou um grande evento cultural a se realizar na Praça Divino Salvador del Mundo. Logo após, os fiéis, comunidades religiosas e grupos sociais farão uma peregrinação até a Igreja de El Rosario, onde o Bispo auxiliar de São Salvador, Dom Gregorio Rosa Chavez, presidirá a concelebração eucarística da qual participarão vinte sacerdotes, muitos vindos do exterior. À noite, grupos musicais farão uma vigília noturna que durará até as primeiras horas do dia seguinte. A imprensa estatal homenagear Dom Romero transmitindo as homilias que custaram a vida ao Arcebispo.
Em El Salvador, o dia 24 de março é feriado: “Dia nacional de Dom Oscar Arnulfo Romero Galdámez” (veja Fides 12/03/2010) e também a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou 24 de março como “Dia Internacional para o Direito à Verdade sobre graves violações dos direitos humanos e a dignidade das vítimas”. (CE) (Agência Fides, 20/03/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network