http://www.fides.org

Africa

2012-03-15

ÁFRICA/RUANDA - Morto Dom Misago, Bispo de Gikongoro, acusado e absolvido pelo genocídio de 1994

Kigali (Agência Fides) – Realizou-se hoje, 15 de março, o funeral de Dom Augustin Misago, Bispo de Gikongoro, no sudoeste de Ruanda, morto improvisamente em 12 de março.
Dom Misago foi preso em abril de 1999 depois de ser acusado por alguns religiosos e leigos da sua diocese de ter tido um papel no genocídio de 1994. Depois do processo, foi absolvido em junho de 2000. Após uma breve estada em Roma, Dom Misago retomou seu serviço na sua diocese. Nascido em Ruvune, na paróquia Nyagahanga da diocese de Byumba em 1943, Dom Misago, primeiro Bispo de Gikongoro, foi ordenado sacerdote em 1971 e consagrado Bispo em 28 de junho de 1992.
Dom Augustin Misago, com uma declaração divulgada em 29 de junho de 2001, aprovou as aparições marianas de Kibeho (que faz parte do território de sua diocese). As aparições da Virgem tiveram início em 28 de novembro de 1981 e terminaram em 28 de novembro de 1989. Numa entrevista à Agência Fides (veja Fides 1/12/2007), Dom Misago comentou assim a mensagem das aparições de Kibeho: "Agora podemos dizer que houve uma predição do drama ruandês, mas recordo que em 15 de agosto de 1982, na festa da Assunção, os videntes ao invés de verem a Virgem repleta de alegria, foram testemunhas de visões terríveis, assustadoras, cadáveres dos quais saia sangue, abandonados sem sepultura nas colinas. Ninguém sabia o significado daquelas terríveis imagens. Agora se pode fazer uma leitura dos acontecimentos e pensar que poderia ter sido uma visão daquilo que aconteceria em Ruanda, mas também na região dos Grandes Lagos, onde o sangue escorre em Burundi, em Uganda e na República Democrática do Congo". (L.M.) (Agência Fides 15/3/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network