http://www.fides.org

Africa

2012-03-10

ÁFRICA/UGANDA - Um vídeo sobre Joseph Kony e as crianças-soldado é visto milhões de vezes na rede: as palavras do Bispo

Bangassou (Agência Fides) - Uganda se tornou repentinamente "o centro do mundo" graças à rede: um vídeo sobre Joseph Kony, definido "o tirano das crianças-soldado" teve mais de 70 milhões de espectadores no Youtube e foi divulgado em todo o mundo graças aos blogs e às redes sociais. O documentário, chamado "Kony 2012" e realizado pela Ong americana "Invisible Children", conta a vida das crianças-soldado em Uganda. As crianças foram alistadas pela "Lord Resistence Army" (LRA), conhecida organização militar guiada por Konui que luta contra o governo ugandense desde 1987. Em 25 anos, segundo o vídeo, o LRA utilizou mais 20.000 crianças sequestradas em tribos e vilarejos, e explorou meninos e meninas para a prostituição. Joseph Kony desde 2005 é procurado pela Corte Internacional de Justiça de Haia por crimes contra a humanidade e crimes de guerra. O documentário criou um terremoto midiático, mas, segundo os observadores, "conta uma meia verdade, porque o conflito diminuiu consideravelmente nos últimos anos e não alcança as proporções mencionadas no vídeo". Segundo a Igreja local, o vídeo tem o mérito de chamar à atenção um fenômeno e uma guerra que criou sofrimentos imanes à nação. Comentando o documentário, Dom Juan José Aguirre, Bispo de Bangassou, declarou: "Contei cada lágrima deste povo e o encorajei a não perder a esperança. Sobretudo, dirijo-me às inúmeras famílias que viram seus filhos sequestrados e doutrinados com a força e as filhas transformadas em escravas sexuais. Há muitos anos, a Igreja ugandense denuncia este fenômeno, mas nada foi feito. Agora que nosso monstro acordou, queira Deus possa desaparecer para sempre". (CE) (Agência Fides 10/3/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network