http://www.fides.org

Asia

2012-03-05

ÁSIA/MALÁSIA - A Bíblia em malaio completa 400 anos, mas o uso da palavra “Alá” permanece um desafio

Kuala Lumpur (Agência Fides) – Em 2012 as comunidades cristãs na Malásia celebram 400 anos da primeira publicação da Bíblia traduzida em malaio ("Bahasa Malaysia", língua oficial no país). Como informam fontes da Fides, em um congresso organizado nos dias passados em Seremban pela "Sociedade Bíblica da Malásia", numerosos estudiosos cristãos recordaram que, apesar da primeira edição da bíblia ser datada de 1612, o uso da palavra "Alá" para indicar Deus, na Bíblia e nas publicações cristãs, continua sendo um desafio.
A controvérsia entre a Igreja católica e o governo está ainda aberta e permanece “suspensa”, embora os cristãos tenham vencido em 2009 o primeiro processo no tribunal, que estabeleceu o direito de usar o termo “Alá” no cotidiano católico "The Herald". Os advogados do governo apresentaram recurso e aguarda-se ainda uma solução definitiva para a questão.
No congresso de Seremban, estudiosos cristãos de renome e de proveniência internacional examinaram as perspectivas históricas e teológicas sobre a tradução da Bíblia em malaio, assim como o quadro jurídico sobre a impressão e a distribuição das bíblias na Malásia.
Nos meses passados, eclodiram protestos quando o governo da Malásia limitou a difusão ou confiscou bíblias em malaio que provinham do exterior. Os cristãos malaios observam que apesar de em julho de 2011 o governo ter estabelecido oficialmente relações diplomáticas com a Santa Sé, atualmente não há progressos na resolução da controvérsia ligada ao uso do termo “Alá” nem esclarecimentos sobre o direito de difundir publicações cristãs ou cópias da Sagrada Escritura. (PA) (Agência Fides 5/3/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network