http://www.fides.org

Africa

2012-03-05

ÁFRICA/CONGO - "A explosão destruiu a igreja de São Luís dos Franceses", afirma o Arcebispo de Brazzaville, que assiste os órfãos e os sobreviventes

Brazzaville (Agência Fides) - "Encontro-me com os órfãos das vítimas da catástrofe. A igreja de São Luís dos Franceses ficou completamente destruída como consequência da explosão", afirma à Agência Fides Dom Anatole Milandou, Arcebispo de Brazzaville, antes que a comunicação telefônica se interrompesse. A capital da República do Congo amanheceu no domingo, 4 de março, abalada por uma série de explosões ocorrida num depósito de munições numa base do exército de Mpila.
De outras fontes da Igreja Católica contatadas pela Agência Fides, obtêm-se ulteriores detalhes. “A igreja de São Luís dos Franceses se encontra justamente numa área adjacente à base do exército onde ocorreram as explosões. Do que se sabe, na segunda explosão, quando a Missa já tinha acabado, ainda havia pessoas nas proximidades do edifício. Ainda não temos detalhes, mas certamente há mortos e feridos entre os fiéis. É difícil obter informações, porque toda a região foi fechada pelos militares. Outros locais de culto também sofreram danos menores, como a Basílica de Sant'Ana, mas não é nada em relação ao que ocorreu no epicentro das explosões. A Igreja organizou centros de acolhimento para os desabrigados e para as crianças órfãs ou para quem simplesmente se perdeu por causa do pânico geral. Pelo menos três fortes explosões se verificaram das 8 às 10h45, hora local, seguidas por detonações de menor intensidade. “As explosões destruíram diversos prédios e provocaram um alto número de vítimas. Fala-se de mais de 200 mortos e dois mil feridos. Mas é um balanço que, infelizmente, está destinado a aumentar”, concluem as fontes de Fides em Brazzaville. (L.M.) (Agência Fides 5/3/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network