AMÉRICA/CUBA - Os Bispos convidam “todo o povo de Cuba” a acolher o Papa Bento XVI, preparando-se com três dias de oração e missão

Sexta, 2 Março 2012

Havana (Agência Fides) - "Que Nossa Senhora da Caridade do Cobre guie e acompanhe os passos do Papa entre nós": assim, os bispos cubanos saúdam Bento XVI, numa declaração de boas-vindas faltando poucos dias para a visita do Pontífice à Ilha. Este evento, que terá início no dia 26 de março, afirmam os bispos, está sendo vivido com entusiasmo especial nas comunidades e nas paróquias, pois a visita realiza o desejo que por longo tempo esteve vivo no coração dos católicos e de muitos cubanos.
"O Papa vem a nosso país como Peregrino da Caridade. Como sabemos, Caridade é o nome que nós cubanos damos a Nossa Senhora, e com este nome acompanhou, protegeu e aliviou o nosso povo em todos os momentos da nossa história, há 400 anos" – escrevem os bispos. Portanto, a visita do Papa se reveste de relevância particular, pois se realiza no Ano Jubilar Mariano, para o qual milhões de cubanos se preparam há meses através, inclusive através da peregrinação da imagem por todos os rincões da Ilha. Com sua presença e sua palavra, Bento XVI confirmará essa experiência de fé, e alentará sentimentos e atitudes de amor cristão, misericórdia, gratidão e reconciliação entre todos os cubanos. "Com esses sentimentos e aspirações, nós Bispos de Cuba queremos convidar todo o povo a receber o Santo Padre com o carinho e o entusiasmo de quem vem em nome do Senhor."
A Igreja cubana convida todos a participarem das celebrações presididas por Bento XVI seja em Santiago, sua primeira etapa, seja em Havana. Em preparação à chegado do Pontífice, os bispos propõem três dias à oração e à missão: no dia 15, quinta-feira, um dia dedicado à oração eucarística em todas as comunidades, na sexta, 16, um dia dedicado ao jejum e sábado, 17, um dia para realizar obras de misericórdia.
"Que Nossa Senhora da Caridade do Cobre guie e acompanhe os passos do Papa entre nós, a quem com filial afeto recebemos como Peregrino da Caridade, para que ele nos confirme na fé, nos anime na esperança e nos faça solícitos no amor", conclui-se a carta. (CE) (Agência Fides, 02/03/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network