http://www.fides.org

Oceania

2004-10-27

OCEANIA/AUSTRÁLIA - Oportunidades iguais, combate à pobreza e à exclusão social: a presença da comunidade católica australiana

Sidney (Agência Fides) - Ensino, saúde, serviços sociais, desenvolvimento para todos. Oportunidades iguais para todos os cidadãos, independentemente da região na qual vivem. É o pedido do jesuíta Pe. Peter Norden, Diretor do Escritório para Serviços Socais dos Jesuítas na Austrália, durante a “Semana nacional contra a pobreza”, celebrada recentemente no Novíssimo Continente.
Numa nota enviada à Agência Fides, Pe. Norden destacou que a pobreza, em algumas regiões australianas, está em aumento: “As áreas rurais da região Vittoria estão regredindo evidentemente para uma condição de miséria e a população sofre sempre mais” - destaca. Os Jesuítas realizaram uma monitoração em diversas regiões australianas, para evidenciar as dificuldades, os obstáculos e os contrastes sociais enfrentados por algumas comunidades. “Se não se tomar alguma providência para ajuda-los, estão destinados à exclusão social. É uma emergência, que exige uma resposta da comunidade civil e da política” - disse Pe. Norden.
O Jesuíta explica: “A exclusão social alimenta a alienação e a criminalidade. Deste modo, continuarão a aumentar os abusos em menores, suicídios de jovens, a difusão da micro e macro criminalidade”.
Segundo o religioso, as comunidades mais pobres teriam potencial para progredir, se lhes fossem oferecidas oportunidades de desenvolvimento: “A paridade de oportunidades de crescimento para todos são uma base da democracia. O destino de uma pessoa não pode depender do lugar no qual se encontra, do seu código postal: se assim é, é preciso rever as regras do jogo”.
A pobreza e a exclusão na Austrália atingem sobretudo a minoria aborígine. Em algumas áreas, 45% da força de trabalho aborígine está desempregada. Uma família indígena tem 20 possibilidades a mais de estar sem-casa em relação a uma família não-indígena.
Por ocasião das recentes eleições políticas, a Igreja Católica destacou os problemas da justiça social. Dom Christopher Saunders, Bispo de Broome e presidente da “Comissão Justiça e Paz” do episcopado australiano, ressaltou as necessidades dos pobres e dos grupos mais carentes, pedindo transparência e intervenções em áreas decisivas da sociedade: ensino, assistência sanitária, família e ambiente. (PA) (Agência Fides 27/10/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network