http://www.fides.org

Asia

2012-01-18

ÁSIA - Quatro dias de "imersão entre os pobres" para os Bispos asiáticos

Bangcoc (Agência Fides) - Um grupo de Bispos asiáticos – junto a alguns sacerdotes, religiosos e leigos – viverá durante quatro dias uma real "imersão" na pobreza, de 18 a 21 de janeiro, morando entre os mais pobres e marginalizados nas favelas da periferia de Bangcoc. Os Bispos ficarão alojados em barracas, comerão com os pobres, trabalharão com eles e compartilharão todos os aspectos de seu difícil dia-a-dia. A extraordinária experiência evangélica da compartilha é parte de uma iniciativa lançada pelo Departamento para o Desenvolvimento Humano da Federação das Conferências Episcopais Asiáticas (FABC), que reúne 25 Conferências Episcopais da Ásia.
Os modernos "pobres" entre os quais os Bispos se imergirão – refere à Agência Fides Fr. Nithiya Sagayam OFM Cap, secretário do Departamento da FABC – são autóctones, migrantes, doentes de AIDS e vítimas do tráfico de seres humanos. A finalidade da iniciativa è "estar com os pobres e os marginalizados, para compreender profundamente sua condição, aprender com o sofrimento deles e e saber o que significa ser vítima da injustiça", segundo o ditado de São Vicente de Paulo "os pobres são os nossos mestres".
A experiência de "imersão" será seguida por três dias de reflexão sobre as respostas da Igreja às lutas dos pobres na Ásia, à luz da Doutrina Social da Igreja, que reunirão em Bangcoc, de 21 a 24 de janeiro, cerca de 40 delegados, entre Bispos, sacerdotes, religiosos e leigos asiáticos. Os delegados se confrontarão para elaborar planos de ação específicos que serão submetidos às Conferências Episcopais nos respectivos países. O workshop de três dias e esses planos de ação serão centralizados na construção de uma sociedade justa e sobre as possíveis iniciativas de paz. O Presidente do Departamento para o Desenvolvimento da FABC, Dom Charles Bo, Arcebispo de Yangun (Mianmar), fez votos de que, com esta iniciativa, "os líderes da Igreja possam estar mais perto do grito dos pobres". (PA) (Agência Fides 18/1/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network