ÁFRICA/ANGOLA - Angola investe em Portugal, apesar das preocupações sobre a proveniência dos fundos

Segunda, 2 Janeiro 2012

Luanda (Agência Fides) – A Angola socorre o antigo colonizador, Portugal, através de uma forte injeção de liquidez no seu mercado interno. Em 2012, a economia portuguesa deveria registrar uma contração de 2,8%, enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) de Angola, um país rico em petróleo, é destinado a crescer 12%. Luanda tem recursos para investir no exterior, enquanto Lisboa é obrigada a privatizar suas jóias econômicas nacionais: deve vender tudo ou em parte a TAP, companhia aérea nacional, a Energias de Portugal ou o banco BPN.
Segundo os cálculos do IPRIS (Instituto Português para as Relações Internacionais), os investimentos de Angola em Portugal cresceram de 1,6 milhões de euros em 2002 a 116 milhões de euros em 2009, e 3,8% da capitalização da Bolsa de Lisboa passou agora nas mãos dos angolanos. Porém, é verdade que se diversos angolanos têm interesses econômicos em Portugal, em Luanda atuam ainda diversos empreendedores portugueses.
Todavia, surgiram dúvidas éticas sobre a escassa transparência dos investimentos angolanos, que poderiam ser fruto de desvios e de propinas. Em especial, há anos organizações anticorrupção internacionais afirmam que boa parte dos lucros do petróleo angolano desaparecem em contas administradas por funcionários corruptos. Uma parte desses fundos poderia ser investida na economia portuguesa. (L.M.) (Agência Fides 02/01/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network