http://www.fides.org

America

2011-09-28

AMÉRICA/URUGUAI - Construir o Uruguai na justiça, na reconciliação e na paz

Montevidéu (Agência Fides) – Realizou-se em Montevidéu a II Assembleia Nacional da Pastoral Penitenciária, da qual participaram mais de 30 agentes pastorais de Rivera, Melo, Mercedes, Montevidéu, Salto, Maldonado, Treinta y Tres, Flores, San José, Durazno e Tacuarembó. A Pastoral Penitenciária é uma das quatro áreas de que a Caritas se ocupa. No documento conclusivo - intitulado "Construir o Uruguay na Justiça, na Reconciliação e na Paz " - os participantes denunciam a situação dos cárceres e pedem a toda a comunidade que seja consciente das mudanças que podem ser obtidas. “O estado de nossos cárceres e a justiça penal refletem as estruturas injustas que prevalecem em nossa sociedade, que não apenas despersonalizam todos os prisioneiros, mas também não lhes permite a reabilitação, ou seja, são uma forma perversa de tortura, de profissionalização do crime e da completa destruição das famílias”. Estas são as palavras fortes do documento, enviado à Agência Fides pela Conferência Episcopal do Uruguai. “Nossa Pastoral Penitenciária quer contribuir, a partir de sua perspectiva, na busca de soluções aos problemas das prisões. A este respeito, acreditamos que a sociedade precise de uma justiça verdadeira, que se realiza através da reconciliação, e cujo fruto é a paz” – continua o texto do documento. “Apelamos a nossos pastores, em conformidade com o Documento de Aparecida (n. 430), para que considerem prioritária a criação das Comissões de Pastoral Penitenciária, para sensibilizar a opinião pública sobre a grave situação nos cárceres, favorecer processos de reconciliação nas prisões e influir nas políticas locais e nacionais”. A II Assembleia Nacional da Pastoral Penitenciária realizou-se de 16 a 18 de setembro, mas o documento conclusivo foi publicado apenas nos últimos dias. (CE) (Agência Fides, 28/09/2011)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network