http://www.fides.org

America

2004-10-14

AMÉRICA/MÉXICO - Congresso Eucarístico Internacional - “A Eucaristia, viático do caminho, acompanha a nossa peregrinação”: depois da Peregrinação mariana em Zapopan, Cardeais e Bispos visitam hospitais e prisões de Guadalajara

Guadalajara (Agência Fides) - O segundo dia de trabalhos do 48º Congresso Eucarístico Internacional, 12 de outubro, foi marcado pelo tema: "A Eucaristia, viático do caminho, acompanha a nossa peregrinação". As atividades tiveram início com a solene Peregrinação mariana em Zapopan, da qual participaram mais de três milhões de fiéis, que percorreram os 7,5 Km que separam a Catedral da Basílica de Zapopan, entre numeráveis demonstrações de fervor e devoção mariana. Chegados à Plaza de las Americas de Zapopan, teve início a Concelebração Eucarística presidida pelo Card. Juan Sandoval Iñíguez, Arcebispo de Guadalajara. Na sua homilia, o Cardeal pediu a todos os presentes que “se deixam converter pela Eucaristia e que não se deixem arrastar pela corrente de um mundo secularizado e hedonista, orientado somente aos bens materiais, porque o destino último do homem está acima das manobras daqueles que pretendem apossar-se da consciência de jovens, crianças e adultos, para que se tornem criaturas fracas e manipuláveis, incapazes de discernir o bem do mal”.
À tarde, nas sedes linguísticas e nas paróquias, tiveram lugar as catequeses abertas a todos. Para que os doentes e os presos também participassem da grande festa Eucarística que está sendo celebrada, para que unam seus sofrimentos àqueles do Redentor, alguns Cardeais e Bispos visitaram hospitais e cárceres de Guadalajara, levando conforto e encorajamento. Em preparação a este encontro, doentes e prisioneiros haviam participado de uma intensa atividade de sensibilização e aprofundamento do Mistério Eucarístico. Padre Olegario Corona, Coordenador da Pastoral Penitenciária, contou que desde 25 de agosto até 9 de outubro realizou-se a Adoração Eucarística permanente nas prisões, seja masculinas como femininas. Na prisão masculina, todos os dias tinham em média 250 adoradores da Eucaristia, e desde então, estabeleceu-se uma hora de silêncio em todas as celas, todos os dias. O Bispo Czeslaw Kozon, visitando o Centro de Reeducação Social (CERESO) disse: “Durante o Congresso Eucarístico não poderia faltar este tipo de visitas. Era importante adorar Cristo não somente na hóstia. Também esta é uma forma de contemplar Cristo nos doentes e prisioneiros”.
O Arcebispo de Sevilha (Espanha), o Card. Carlos Amigo Vallejo, em visita ao hospital “Frei Antonio Alcalde”, afirmou que em nenhum lugar como em um hospital a Eucaristia assume seu grande significado, porque entre essas pessoas se reflete a face crucificada de Jesus Cristo. O Dr. Jaime Agustín, diretor do Hospital, comentando a visita dos Bispos, destacou que “os doentes, além dos medicamentos, necessitam do pão espiritual”.
À noite, em locais precedentemente estabelecidos nos 14 Vicariados da Arquidiocese de Guadalajara, realizaram os Rosários Vivos, com a participação de numerosos fiéis e palestrantes. Os participantes, reunidos para a oração e o canto, representam o mistério mediado também por uma expressão corporal. O próprio local onde se realiza o Rosário Vivo é enfeitado com símbolos, que lembram os mistérios do Terço que são meditados. (R.Z.) (Agência Fides 14/10/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network