ÁSIA/COREIA DO SUL - Apesar dos progressos, os casos de HIV continuam a aumentar

Terça, 30 Agosto 2011

Busan (Agência Fides) - Desde 2001 os novos contágios de Hiv/Aids diminuíram em 20% em 30 países da área Ásia-Pacífico. Todavia, o índice de prevalência em meio aos toxicômanos que utilizam drogas injetáveis está aumentando vertiginosamente no Paquistão, Bangladesh e Filipinas. É o que emerge em um relatório difundido pelas Nações Unidas na conclusão do 10° Congresso Internacional sobre a AIDS na Ásia e Pacifico, recém-concluído em Busan, na Coreia do Sul. Segundo estimativas, no Paquistão a incidência dos casos de HIV duplicou entre as pessoas que usam drogas injetáveis, passando de 11% de 2005 para 21% em 2008. Em Bangladesh houve um aumento de 1.4% em 2000 para 7% em 2007, últimos dados disponíveis. Nas Filipinas, que deveriam ter risco menor devido ao reduzido número de toxicômanos, além de estar fora do mercado principal da heroína, está se registrando um rápido crescimento da epidemia. Em Cebu, segundo relatório, a prevalência de HIV entre os usuários de drogas injetáveis aumentou de 0.6% para 53% entre 2009 e 2011. Devido à alta densidade populacional, a Índia conta atualmente cerca metade dos casos de HIV em toda a Ásia, com 2,4 milhões de pessoas contagiadas. Em 2009 registraram-se 140 mil novas infecções, que causaram a morte de 170 mil indianos. 39% de todos os casos de HIV abrangem mulheres, em maioria contagiadas por seus parceiros. Cerca de 320.074 pessoas estão sendo tratadas com antiretrovirais. (AP) (30/8/2011 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network